Jorge Almeida Guimarães, presidente da Embrapii. Foto: Thiago Cruz.

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) elegeu o professor e pesquisador Jorge Almeida Guimarães como novo presidente da organização pelos próximos quatro anos. Atualmente, Guimarães estava atuando como professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O novo presidente também liderou a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) por 11 anos, entre 2004 e maio deste ano. 

Além de pesquisador sênior do CNPq, o novo diretor-presidente já atuou como professor em universidades como Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal de São Paulo, Universidade de Campinas, Universidade Federal Fluminense e Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Guimarães possui doutorado em ciências biológicas pela Unifesp e pós-doutorado pela National Institutes of Health (Estados Unidos).

A tarefa do novo presidente dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela Embrapii no fomento à inovação industrial, aproximando instituições de pesquisa e empresas para suprir as demandas do segmento.

A Embrapii mantém contrato de gestão com o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) e Ministério da Educação (MEC) e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais. 

O financiamento da instituição obedece a seguinte regra geral: a Embrapii pode investir até 1/3 das despesas das unidades com projetos de PD&I com empresas, enquanto o restante é dividido entre a empresa parceira e a unidade.

A organização fechou o primeiro semestre de 2015 com 20 projetos de inovação, no valor total de R$ 27,1 milhões. A maioria dos projetos concentra-se na área de manufatura integrada, software e automação, e sistema inteligentes.