Investidores demonstram interesse em soluções de defesa contra hackers. Foto: everything possible/Shutterstock.

A startup de segurança cibernética Zscaler levantou US$ 100 milhões em uma rodada de investimento liderada pelo o grupo de private equity TPG, com contribuições da empresa de armazenamento EMC e o Lightspeed Ventures, que já haviam investido na companhia.

A captação de recursos acontece semanas após a empresa de segurança Crowdstrike levantar US$ 100 milhões em uma rodada liderada pelo Google Capital, braço financeiro do grupo de tecnologia. A Illumio, também de segurança, recebeu US$ 100 milhões em recursos em abril.

Os aportes demonstram o interesse de investidores privados em soluções focadas em ajudar as organizações a se defenderem contra hackers, segundo o Financial Times.

Jay Chaudry, CEO da Zscaler, afirma que os fundos serão destinados para expandir "agressivamente" o negócio para além dos seus 5 mil clientes corporativos existentes em 185 países. Os clientes incluem o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, a NBC e a United Airlines.

A empresa atua no modelo de security-as-a-service, rejeitando a abordagem típica de criação de software ou hardware.

Nehalem Raj, sócio da TPG, acredita que a Zscaler tenha potencial para se tornar a Salesforce ou a Workday da indústria de segurança cibernética, referindo-se às grandes empresas de software baseados na nuvem.