Baguete
InícioNotícias> Apple pagará recompensas por bugs

Tamanho da fonte:-A+A

FALHAS

Apple pagará recompensas por bugs

Júlia Merker
// sexta, 05/08/2016 16:02

A Apple vai lançar um novo programa de recompensas por bugs, que vai oferecer dinheiro em troca de informações sobre vulnerabilidades em seus produtos.

Apple vai oferecer recompensas por descobertas de falhas no iOS e em hardware. Foto: Divulgação.

Programado para setembro, o programa vai oferecer recompensas em dinheiro por descobertas na última versão do iOS ou na mais recente geração de hardware da companhia.

Essa é a primeira vez que a Apple oferece valores em dinheiro por essas informações.

Os programas de recompensa por bugs tem se tornado uma maneira cada vez mais popular para incentivar a divulgação responsável de falhas. Organizações como Uber, Fiat Chrysler, e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos lançaram programas similares neste ano. 

Já o Google, Microsoft e Facebook mantém programas de recompensa há anos. No ano passado, o pagou mais de US$ 2 milhões em prêmios por informações, principalmente em relação a vulnerabilidades no Android.

Segundo o The Verge, a Apple é uma das últimas grandes empresas de tecnologia a apresentar uma programa de recompensas, contando até agora penas com as equipes de segurança internas e relações informais com pesquisadores.

O novo programa irá começar apenas com convidados, incluindo algumas dezenas de pesquisadores. Ainda assim, a Apple diz que o programa vai se tornar mais aberto aos poucos. 

Caso um “não-membro” apresente para a Apple um erro significativo, ele vai ser convidado para o programa para reportar oficialmente. O sistema de convites é incomum para um programa de recompensas, mas a Apple afirma que é necessário para eliminar submissões ilegítimas e garantir que pesquisadores confiáveis tenham um apoio adequado da empresa.

Inicialmente, o programa será limitado a cinco categorias distintas de bugs. A categoria mais valiosa - que paga até US$ 200 mil - está relacionada a vulnerabilidades que comprometam os componentes de firmware de inicialização segura da Apple.

Júlia Merker