Curitiba testa no-breaks da NHS. Foto: Everson Bressan/SMCS.

Está em fase piloto, em Curitiba, o uso de um equipamento de no-break para semáforos, que permite que os equipamentos continuem em funcionamento mesmo quando há queda de energia elétrica.

Os estabilizadores de energia em teste, da empresa NHS, podem funcionar por até seis horas ininterruptas, dependendo da configuração dos semáforos da região em que os equipamentos forem instalados. O no-break é acionado automaticamente após o corte de energia. 

Estão sendo testados dois tipos de módulos do equipamento no-break: um fixo, ligado à linha de transmissão da companhia de energia elétrica e instalado próximo ao módulo de controle dos semáforos; e outro móvel, indicado para utilização em emergências ou em desligamentos programados de energia.

Os equipamentos em teste foram instalados na Avenida Affonso Camargo e na Rua Mariano Torres, próximos à Rodoferroviária. Não há custos para a prefeitura na realização dos testes. 

Porto Alegre começou um projeto com equipamentos de no-break, mas, em setembro do ano  passado, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) suspendeu a abertura de um processo licitatório para a aquisição de equipamentos do tipo.

“Nos casos de falta no fornecimento de energia pela concessionária, o no-break acabava desregulando a programação do semáforo”, disse, na época, Vanderlei Cappellari, diretor-presidente da EPTC.

Antes de cancelar o edital, técnicos da EPTC testaram os equipamentos das empresas que haviam se candidatado. Todos os eletrônicos apresentaram falhas.