Rodrigo Luchtenberg, CEO do Grupo Indyxa.

O Grupo Indyxa, holding formada em agosto em Blumenau, anunciou mais uma movimentação com a compra da carteira de clientes da Quick Soft, outra companhia da cidade parceira da Dell, Microsoft, VMware, Symantec e Oracle.

Com a venda, a Quick Soft segue no mercado com tecnologia de assinaturas digitais e ACT - Autoridade Certificadora de Tempo, com padrão ICP-Brasil.

A movimentação mostra apetite por parte do Grupo Indyxa, que já havia unido a Teiko, integradora de TI de Blumenau com o carro chefe em tecnologia de banco de dados da Oracle, e a OpenUX, companhia da mesma cidade cujo ponto forte é HP.

Da aquisição da Quick Soft, o Grupo Indyxa assume especificamente os serviços de Infraestrutura, com clientes de contratos de monitoramento e suporte.

“Sabemos que para alcançarmos nossos objetivos até 2020, será necessário utilizar uma combinação de duas estratégias de crescimento: através da atuação agressiva de penetração no mercado com novos produtos e serviços, como também pela aquisição de novas empresas e carteiras de clientes”, afirma Rodrigo Luchtenberg, CEO do Grupo Indyxa.

Teiko e OpenUX juntas apresentaram um faturamento de R$ 20 milhões em 2015, com 100 colaboradores e 270 grandes clientes dos segmentos de bens e serviços em 17 estados do país.

O portfólio de tecnologia incluirá ainda Philips, Senior e SAP, das quais a Teiko é parceira, e McAfee, Microsoft, RedHat, VMware, Equinix e Fortinet por parte da OpenUX.

A nova holding tem por meta dobrar a sua carteira de clientes para 500 organizações e alcançar, até 2020, um faturamento de R$ 40 milhões, oferecendo soluções de ponta a ponta incluindo infraestrutura, governança e banco de dados.