Banco Bicentenario vai de Perto no POS.

A Perto inciou a segunda fase de instalação de sua solução de POS (Point of Sale) no Banco Bicentenario, instituição venezuelana que tem mais de 500 agências e registrou lucro líquido de 520,6 milhões de bolívares (cerca de US$ 121,06 milhões) no trimestre encerrado em 31 de agosto de 2012.

O projeto envolveu a venda de 1,4 mil correspondentes bancários com POS.

A solução reúne, além de switch para conexão com o sistema do banco, também recursos de controle e monitoramento, carga remota de aplicativos e gestão de registro de equipamentos no sistema.

Na atual fase, o projeto está na implementação de novas transações bancárias ao sistema, como a transferência entre contas e o pagamento de contas de celular e luz.

“A relação com a Venezuela é de extrema importância para nós, pois eles estão cada vez mais ambiciosos em aumentar o nível de bancarização da população”, explica Guilherme Hildebrand, gerente de Exportação da Perto.

A companhia, que tem sede em Gravataí, na Grande Porto Alegre, iniciou sua atuação no segmento de POS em 2009, com a inauguração de uma unidade para produção dos equipamentos na qual investiu US$ 9 milhões.

Desde então, clientes como Banrisul, Cielo, o banco equatoriano Pchincha, entre outros, somaram-se à carteira da empresa, que em 2011 faturou R$ 320 milhões.

Além da linha POS, a Perto atua há 24 anos em outras soluções de hardware e software para automação bancária e comercial.

Além da fábrica gaúcha, que tem 33 mil metros quadrados, a companhia tem uma filial em Alphaville, escritórios em 18 cidades e rede de suporte e serviços em todo o Brasil.

A equipe passa dos 1,4 mil colaboradores e os produtos são exportados para 25 países.