Chris Torto, fundador e CEO da Ascenty. Foto: Divulgação.

A Ascenty acaba de captar R$ 350 milhões em uma operação de emissão debêntures finalizada no mês de setembro, sob a coordenação do Itaú BBA S/A. Os recursos serão destinados à expansão da infraestrutura da empresa.

“Apesar do cenário atual de retração econômica, estamos olhando para o futuro e para as necessidades do mercado nos próximos anos. Esse mercado vai demandar cada vez mais infraestrutura, para o armazenamento de um volume de informações que cresce a cada dia”, afirma Chris Torto, fundador e CEO da Ascenty. 

Com três data centers em operação (nas cidades de Campinas, Jundiaí e Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza), a Ascenty vai inaugurar em novembro seu quarto centro de dados, localizado em Hortolândia, também no interior paulista. 

Além disso, a empresa já iniciou a construção de seu primeiro data center na capital paulista, o quinto no país, que representará um investimento de cerca de R$ 200 milhões. 

O centro terá 10 mil metros quadrados de área construída e capacidade para 1,4 mil racks. O local tem sua inauguração prevista para abril de 2016.

Todos os data centers da Ascenty são construídos de acordo com as normas internacionais do Uptime Institute para a Certificação Tier III, com o objetivo de oferecer serviços de cloud computing, colocation, hosting gerenciado, ambientes híbridos e serviços gerenciados. 

Além dos centros de dados, a empresa dispõe de mais de 3,5 mil km de redes próprias de fibras ópticas nos estados de São Paulo e do Ceará.

Para evoluir nos planos, a empresa contou com outra captação de recursos junto a fundos de investimentos norte-americanos e bancos no Brasil. Em dezembro do ano passado, a empresa anunciou que conquistou R$ 325 milhões.