EC5 é forte em postos de gasolina. Foto: divulgação/Senado.

A Inventti, empresa de Blumenau especializada em software fiscal, fechou uma parceria com a EC5 Informática, companhia carioca que é uma das líderes em soluções para postos de combustível e lojas de conveniência. 

Em seu site, a EC5 informa ter mais de 1,2 mil licenças instaladas e ser a única empresa de automação comercial presente em dois das cinco maiores companhias de petróleo do Brasil, as quais representam 30,4% do mercado.

A Inventti vai oferecer pela parceria softwares de nota fiscal eletrônica, conhecimento de transporte eletrônico, nota fiscal eletrônica para consumidor e outros.

“A EC5 entra com todo o conhecimento de varejo, lojas de conveniência e a operação de mais de dois mil pontos de venda em todo o Brasil”, complementa Cássio Bernardo Almeida, da EC5 Informática.

A Inventti tem 20 anos de mercado e um total aproximado de 10 mil clientes ativos. No ano passado, a empresa anunciou investimentos de R$ 10 milhões para crescer no mercado de soluções para o setor varejista.

O aporte inclui a expansão de portfólio, assim como soluções para a implantação de nota fiscal eletrônica para consumidor (NFC-e), novidade que está em implantação em diversos estados do país, como Amazonas, São Paulo e Rio Grande do Sul, entre outros.

Com as soluções de nota fiscal eletrônica, a expectativa da companhia é chegar a um crescimento de 40% no faturamento para 2015.

Em maio do ano passado, a Inventti já emplacou um contrato importante em sua estratégia para NFC-e, implantando o sistema NFCePACK nas lojas do Carrefour no Amazonas, estado em que a obrigatoriedade de emissão de NFC-e já entrou em vigor. 

Segundo a empresa, a implantação do NFCePACK no Carrefour deve seguir para as filiais do Rio Grande do Sul e postos de combustível do estado de São Paulo.

Para São Paulo, o projeto de NFC-e deve ser implantado em 2014. No Rio Grande do Sul, embora lançado oficialmente no final de 2013, o sistema opera em regime inicial, com previsão de se tornar obrigatório a partir de 2015.