Rodrigo Dienstmann deixou o cargo de presidente da Cisco no Brasil. Foto: Divulgação.

Rodrigo Dienstmann deixou o cargo de presidente da Cisco no Brasil. O executivo estava na sua segunda passagem pela companhia, que começou em 2011. Em 2013, Dienstmann assumiu o comando da operação brasileira no lugar de Rodrigo de Abreu, que foi para a TIM Participações.

Antes, entre 2007 e 2009, ele atuou na Cisco como diretor de Vendas. Depois, de 2009 a 2011, Dienstmann trabalhou na Oi.

O executivo também teve passagem por empresas como GVT, Intelig, Iridium Sudamérica e Siemens Telecom.

Segundo o TI Inside, fontes indicam que Dienstmann irá assumir um cargo importante na Telefônica/Vivo, que em maio deste ano concluiu a compra da GVT.

Dienstmann é graduado em engenharia eletrônica e telecomunicações pela Universidade Federal Tecnológica do Paraná,e possui MBA em administração de negócios pelo IBMEC-RJ.

Jordi Botifoll, presidente da Cisco América Latina, vai liderar a operação do Brasil até que um novo líder seja nomeado. 

Nos últimos tempos, a Cisco tem anunciado diversos projetos importantes no Brasil. Recentemente, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgou que adotará soluções de rede e colaboração da Cisco para otimizar a comunicação com confederações brasileiras, centros de treinamento e delegações espalhadas pelo país e mundo.

Além disso, atuando como uma das principais patrocinadoras dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a Cisco também é uma das responsáveis pelas operações de comunicação dentro do evento.

Para as Olimpíadas e os Jogos Paralímpicos de 2016, a multinacional importará cerca de 60 toneladas em equipamentos de rede e servidores, por onde passarão as comunicações das equipes do comitê olímpico, mídia, atletas e serviços públicos relacionados ao evento. 

A empresa também será responsável pela plataforma de Internet das Coisas que conectará diferentes dispositivos na renovação tecnológica da zona portuária do Rio de Janeiro - o chamado Porto Maravilha.