Baguete
InícioNotícias> RBS contrata Explorer para call center

Tamanho da fonte:-A+A

EXCLUSIVO

RBS contrata Explorer para call center

Maurício Renner
// quinta, 05/11/2015 17:30

A RBS vai terceirizar parte da sua operação de atendimento com o call center gaúcho Explorer, de Porto Alegre.

Call center da RBS tinha salários acima da média. Foto: HABRDA / Shutterstock

A decisão foi comunicada pela vice-presidente de Jornais e Mídias Digitais, Andiara Petterle, em um e-mail enviado aos colaboradores do grupo de comunicação nesta quinta-feira, 05.

“Um dos grandes desafios do nosso negócio é a evolução na capacidade de venda e na distribuição dos produtos digitais, que exige avanços e investimentos em tecnologia para atendimento ao público”, explica Andiara no comunicado, ao qual a reportagem do Baguete Diário teve acesso.

O negócio tem tudo para ser um dos maiores do mercado local de atendimento no ano. Fontes ouvidas pelo Baguete apontam que a Explorer assumiria o ativo e receptivo de vendas e retenção de clientes.

Não há uma informação clara sobre quantas demissões serão feitas. O portal Coletiva.net falou em 240 cortes. Uma fonte ouvida pelo Baguete deu uma estimativa bem maior, chegando em 700.

Procurada, a RBS confirmou a movimentação e disse que o tamanho do corte é muito menor do que o que está circulando e que boa parte dos profissionais será recontradada pela Explorer, mas não abriu cifras, que são consideradas informações estratégicas pelo grupo.

A nota de Andiara não esclarece exatamente quais funções permanecerão com os funcionários restantes do call center interno da RBS e quais irão para o fornecedor terceirizado.

Anúncios recentes do grupo dão uma pista, no entanto. Nesta quarta, 04, Andiara lançou durante o Tá na Mesa da Federasul uma nova modalidade de assinatura da Zero Hora, exclusivamente digital, na qual os leitores receberão um tablet da Samsung. 

Na ocasião, a executiva, no cargo desde março, revelou que a RBS daria suporte para o uso do equipamento. A promoção é uma estratégia do grupo para migrar para o digital leitores mais tradicionais.

A Explorer tem experiência em atendimento de empresas de tecnologia como Claro, Good Card, Serasa e Net, além de nomes de porte como Icatu, Brasil Brokers, Santander e Banco BMG.

Andiara assumiu o cargo com a missão de sacudir as coisas na área de jornais da RBS em março de esse ano. A executiva era CEO da Predicta, empresa de publicidade online adquirida pelo grupo de comunicação gaúcho.

A profissional está na Internet brasileira desde os primórdios: foi uma das fundadoras do Bolsa de Mulher, um dos pioneiros da mídia online brasileira, e trabalhou no buscador Cadê.

Segundo fontes do Baguete no mercado de call centers, a RBS era tida como um bom empregador no segmento, com salários acima da média, um trabalho relativamente fácil e baixa rotatividade. A área teria inclusive alguns funcionários de muito tempo na companhia, com salários altos. 

A decisão de terceirizar parte do call center está em linha com os esforços de contenção de gastos vistos na RBS nos últimos tempos, algumas vezes com corte de pessoal.

No primeiro semestre, a RBS fechou a  operação no Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS em Porto Alegre, cujas atividades foram centralizadas na sede do grupo.

Segundo a reportagem do Baguete pode averiguar, nem todos os funcionários foram transferidos: nas últimas semanas teriam ocorrido cerca de 25 demissões. 

Em agosto do ano passado, a RBS demitiu 130 funcionários, principalmente no negócio de jornais, em meio a um processo com consultoria de Cláudio Galeazzi, um dos sócios da Galeazzi & Associados, consultoria conhecida por implementar estratégias agressivas de cortes de custos nos seus clientes.

Maurício Renner