Alcides Ninow da RCL e Rafael Sebben da Govbr. Foto: Divulgação.

A Govbr, especializada em tecnologia para prefeituras, comprou a carteira de clientes na área pública da RCL Softwares para Gestão, em um negócio de R$ 1,8 milhão.

Com a aquisição, a Govbr passa a prestar serviços para 19 prefeituras no noroeste do Rio Grande do Sul, na região do Planalto, cuja principal cidade é Passo Fundo.

A RCL, sediada em Marau, passa a focar somente em sistemas de gestão de qualidade para empresas privadas. 

Entre os novos clientes da Govbr estão os municípios de Getúlio Vargas, Tapera, Victor Graeff, Selbach, Passo do Sobrado, Lagoa dos Três Cantos e Fortaleza dos Valos.

São cidades pequenas (a maior delas é Getúlio Vargas, com cerca de 20 mil habitantes), mas localizadas numa região economicamente pujante do estado. 

“Seguimos em busca do crescimento em escala com a consolidação do mercado: diminuindo os players e aumentando a sua carteira de clientes”, afirma Rafael Sebben, diretor da Govbr para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Em agosto do ano passado, a Govbr já havia adquirido o controle acionário da Dueto, empresa na qual Sebben era um dos sócios. Antes disso, em 2014, a Dueto assumiu uma carteira de 30 clientes da catarinense CPL, também na região noroeste do Rio Grande do Sul.

Tanto a Govbr quando Dueto trabalhavam com o Pronim, um software para gestão para prefeituras criado pela catarinense Cetil, uma das empresas de tecnologia mais antigas de Santa Catarina.

Juntas, as duas empresas esperavam fechar o ano passado com um faturamento de R$ 90 milhões, uma alta de 20% frente aos resultados de 2014.

Os planos no longo prazo são mais ambiciosos, com uma meta estabelecida de R$ 500 milhões para 2022.

A Govbr está presente com 24 unidades em Espírito Santo, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro São Paulo. Com a compra da Dueto, assumiu mais cinco no Rio Grande do Sul.  

As operações mais fortes são as do Rio de Janeiro, onde a empresa foi fundada, e Santa Catarina, São Paulo e Paraná, com diversas unidades cada uma.