Amos Genish, Chief Convergence Officer (CCO) do grupo francês Vivendi. Foto: Divulgação.

Amos Genish acaba de assumir a posição de Chief Convergence Officer (CCO) do grupo francês Vivendi. Para isso, ele deixou a função de membro do conselho da Telefônica Brasil.

Em outubro, a Vivo anunciou que o israelense Genish deixaria o comando da operadora a partir de janeiro de 2017, sendo substituído por Eduardo Navarro. 

Navarro, brasileiro, é um dos principais executivos da Telefónica na Espanha, respondendo pela estratégia comercial da divisão digital do grupo no cargo de Chief Commercial Digital Officer. 

Com a chegada na Vivendi, Genish irá conduzir a estratégia de convergência entre conteúdo, plataformas e distribuição de mídia do grupo. Ele atuará entre Paris e Londres.

O grupo Vivendi é um conglomerado de mídia especializado no setor de comunicação e entretenimento. A empresa atua em setores como música, televisão, cinema, editoração, telecomunicações, games e serviço de internet.

A companhia é responsável por produtoras de cinema,e canais de TV e da gravadora Universal. Como a maior acionista da Telecom Italia, a Vivendi controla, indiretamente, a TIM Brasil.

Por ter deixado a Vivo neste mês, Genish terá de ficar um ano sem participar das decisões operacionais da TIM.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a condição fez parte da negociação de Genish com a Telefónica, operadora espanhola que é dona da Vivo. A tele brasileira é líder de mercado e foi presidida por Genish desde 2015, quando o executivo foi escolhido para coordenar a fusão da Vivo com a então adquirida GVT, fundada por ele em 1999.