O faturamento com o Talent Solutions subiu 41%, para US$ 369,3 milhões. Foto: Dedi Grigoroiu/Shutterstock.

A rede social corporativa LinkedIn teve um salto de 44% na receita no último trimestre do ano passado, enquanto mais empresas utilizam seus serviços para avaliar candidatos a vagas de emprego.

O faturamento em negócios de contratação do LinkedIn, chamado Talent Solutions, subiu 41%, para US$ 369,3 milhões no quarto trimestre de 2014, sendo responsável por 57% das receitas da empresa.

As soluções de marketing da empresa trouxeram US$ 153 milhões em receita. Já as assinaturas premium renderam US$ 121 milhões, o que representa 19% do faturamento.

O negócio contratação do LinkedIn tem prosperado, impulsionando o crescimento da receita de quase 50% em cada um dos últimos três trimestres, ajudado pela rápida expansão nos mercados internacionais, como o da China.

Mesmo tendo mais de 300 milhões de membros, o LinkedIn consegue a maior parte de sua receita crescente a partir de um grupo muito menor de recrutadores que procuram talentos, segundo a Forbes.

A receita do ano foi de US $ 2,2 bilhões, um aumento de 45% em relação a 2013. 

O lucro líquido ajustado de 2013 foi de US$ 254 milhões, ante US$ 192 milhões no ano anterior.

Para 2015, o LinkedIn espera alcançar uma receita de entre US$ 2,93 bilhões e US$ 2,95 bilhões. A rede social espera que o primeiro trimestre contribua com algo entre US$ 618 milhões e US$ 622 milhões em receita.