A incorporadora EBM adotou a solução de business intelligence da dinamarquesa Targit. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A incorporadora EBM adotou a solução de business intelligence da dinamarquesa Targit para impulsionar o seu negócio em um momento de menor número de lançamentos e pouca confiança dos empresários. 

Após a integração realizada em fevereiro de 2016 e com as análises do BI, a EBM conseguiu se estruturar em meio às incertezas econômicas e planeja crescer. A visão mais abrangente dos negócios trouxe a oportunidade de investimento em novos projetos como a diversificação de seu portfólio e na interiorização de seus empreendimentos. 

Para 2017, a incorporadora estima faturar R$ 400 milhões, além de já ter acumulado R$ 1 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV) de terrenos comprados em todo território brasileiro para lançamentos previstos para sair do papel nos próximos três anos.

“Uma das dificuldades que tínhamos na crise era o gerenciamento e consolidação das informações de toda a holding para a análise e gestão da diretoria. São milhares de dados espalhados em infindas planilhas e conseguir ser assertivo na tomada de decisão não era tarefa fácil. Foi quando nos surgiu a ideia de fazer uma gestão por meio do BI”, explica Bruno Thomaz, gerente financeiro e de controladoria da EBM.

Após a procura por diversas opções de tecnologia para otimizar os processos internos, a incorporadora decidiu adquirir o recurso de inteligência de negócios da Targit. A ideia era integrar uma tecnologia que conseguisse cruzar as informações de todas as áreas – desde as despesas administrativas até o faturamento final.

“Após a implantação foi possível reduzir custos inerentes ao tempo, além de melhorar a produtividade da incorporadora em todos os âmbitos. Hoje, nós temos um conjunto de dados mais precisos, onde o acompanhamento de todos os projetos é realizado diariamente dentro do projeto macro, que é o de BI”, relata.

Inicialmente, a ferramenta foi aplicada nas áreas financeira e comercial, mas hoje todas as áreas foram integradas ao sistema.

Com matriz em Goiânia, atualmente a EBM atua como incorporadora e construtora, além de possuir unidades de negócios focadas nas incorporações, propriedades, urbanismo, loteamento e imóveis destinados à venda. 

"Atuamos desde 2009 mais fortemente em Goiânia e Brasília. Agora, estamos com projetos para o interior de São Paulo em cidades como São Carlos, Araraquara e Campinas”, completa Thomaz.

Além da implantação, a EBM contou com a Targit para treinamentos direcionados aos profissionais de TI e controladoria.

Agora, tanto a diretoria quanto os gestores de cada área podem visualizar e realizar as mudanças em tempo real de um projeto como a mudança nas datas de lançamento de um empreendimento. Além disso, a EBM possui um comitê responsável pela formatação e escolha dos layouts dos gráficos, entre outras ações exercidas dentro da ferramenta.

Presente em 50 países, a Targit é uma multinacional dinamarquesa especializada em BI. Com sua solução, concentra mais de 4 mil clientes. Com sede na Dinamarca e subsidiárias em Tampa e Boston, a Targit também conta com mais de 12 escritórios distribuídos no mundo. No Brasil, a empresa está presente desde 2010.