Soprano é uma grande fabricante de fechaduras. Foto: Pexels.

A Soprano, maior fabricante de fechaduras da América Latina, vai inaugurar no dia 12 de fevereiro o seu Núcleo de Inovação no Espaço Fidati, ambiente localizado em Florianópolis para ampliar o relacionamento com startups.

O projeto de open innovation tem sede junto ao prédio do Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas (CELTA), incubadora da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI).

Com investimento que ultrapassa R$ 500 mil, o Núcleo de Inovação da Soprano vai contemplar, inicialmente, a unidade Soprano Fechaduras e Ferragens. 

Posteriormente, as demais unidades da marca também serão envolvidas. 

Em dois anos, o projeto estima dobrar o percentual de faturamento da Soprano Fechaduras e Ferragens na linha de inovação, que hoje representa uma pequena parcela da sua receita. Os valores, no entanto, não foram detalhados pela empresa.

“Em seus 65 anos de história, a Soprano consolidou conceitos de qualidade e tradição. A partir da inauguração do Espaço Fidati, vamos consolidar os nossos valores de inovação e empreendedorismo”, destaca Sérgio Luís Smidt, diretor de negócios da Soprano.

Para se relacionarem com o novo núcleo, as startups não precisam necessariamente estar relacionadas à CERTI, basta terem projetos alinhados à proposta e estratégia de negócio da empresa, envolvendo tecnologias como inteligência artificial e internet das coisas.

Fundada em 1954, a Soprano tem matriz em Farroupilha, cidade com cerca de 72 mil habitantes localizada na serra gaúcha. A companhia conta com unidades também em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, e Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

Fora do Brasil, a Soprano está presente na Cidade do México e em San Salvador, além de ter um escritório de negócios em Xangai, na China. No total, são mais de 1,3 mil colaboradores.

Em seu portfólio, conta com mais de cinco mil itens entre fechaduras e ferragens, materiais elétricos, utilidades térmicas e componentes para móveis.

Criada em 1984, a CERTI tem sede na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, contando também com institutos tecnológicos em Manaus e Brasília.

A CELTA é uma incubadora da CERTI que atualmente mantém 45 empresas de base tecnológica que geram cerca de 800 empregos diretos. O faturamento anual das incubadas alcança aproximadamente R$ 56 milhões. 

Através da incubadora, já foram colocadas no mercado 104 novas empresas que hoje faturam R$ 9,8 bilhões, volume de faturamento considerado o maior entre empreendimentos nascidos em incubadoras do país.