Mackenzie adota Office 365. Foto: divulgação.

O Mackenzie, universidade particular paulistana com cerca de 30 mil alunos, adotou o Office 365 para apoiar atividades de ensino e aprendizagem, além de funções administrativas.

Em um projeto realizado pela Programmers IT Service, cerca de 28 mil licenças foram ativadas, atendendo usuários da universidade e do colégio utilizando o pacote de softwares de produtividade online da Microsoft, como e-mail e compartilhamento de arquivos. A informação é da Computerworld.

Segundo José Augusto Pereira Brito, diretor de TI do Mackenzie, a solução em nuvem ajudou a tirar uma pesada carga de trabalho da equipe de tecnologia da instituição, que antes sofria com vários tipos de pedidos e reclamações por parte de professores e funcionários.

De acordo com o diretor, muitas vezes os problemas eram decorrentes de indisponibilidade do serviço e das limitações internas de capacidade.

“Com o Office 365, conseguimos desonerar nossa equipe de TI. Você se desobriga de ‘ficar apagando incêndios’ e se concentra no que é o DNA do seu negócio, ou seja, a oferta de ensino de qualidade”, observa o CIO.

O Mackenzie agora avalia uma expansão do pacote de colaboração, adotando novas ferramentas como o Lync, o SharePoint e o Yammer, que devem ganhar mais espaço entre alunos, professores e funcionários.

Este projeto de colaboração em nuvem também deve se refletir na estratégia da universidade em aumentar sua oferta de ensino à distância (EaD). Outro investimento da universidade foi uma solução de comunicação unificada integrada ao Lync, permitindo fazer ligações de áudio, vídeo e colaboração através de IP.

Ao adotar o Office 365, o Mackenzie se junta a outras universidades do país que investiram na plataforma da Microsoft para reforçar seus ambientes web e de suporte aos alunos. Entre as universidades que também implementaram a solução estão a gaúcha Feevale e as paulistas Etecs, Fatecs e Uninove.