FGV colocou os empreendedores brasileiros no mapa.

A Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) acaba de lançar o Mappedinbrasil.com.br, uma iniciativa que visa fazer um mapeamento do ecossistema de empreendedorismo do Brasil.

O objetivo é registrar startups, aceleradoras, incubadoras, venture capital, anjos, parque tecnológico, pesquisa e tecnologia, organizações, coworking, serviços e corporate venturing.

As informações ficam expostas em um mapa, a partir do qual também é possível pesquisar vagas de emprego e eventos. Em quatro dias, foram feitos 460 cadastros.

O site é baseado na plataforma de informação geolocalizada israelense Mapme, que teve um dos seus primeiros usos em um mapa de startups do país. Uma versão parecida já existe na Holanda.

“O objetivo da plataforma é mapear os ecossistemas empreendedores do país”, resume o professor Gilberto Sarfati, responsável pela ideia e desenvolvimento do projeto. 

Safarti é também o gestor do GVentures, aceleradora de negócios ligada à FGV.