Baguete
InícioNotícias> Manual permite replicar Pitch Gov

Tamanho da fonte:-A+A

GOVERNO

Manual permite replicar Pitch Gov

Júlia Merker
// sexta, 06/04/2018 10:27

A Associação Brasileira de Startups (ABStartups) e o Governo do Estado de São Paulo lançaram um manual para auxiliar órgãos públicos do país a implantar programas de parcerias com startups.

Novo guia quer auxiliar órgãos públicos a implantar programas de parcerias com startups. Foto: Pexels.

O guia permite que outros estados ou prefeituras repliquem o Pitch Gov, um programa de parcerias entre o governo de São Paulo e startups para desenvolvimento de soluções tecnológicas para os desafios da gestão pública. 

Com apoio da ABStartups, o projeto surgiu em 2015 e hoje já conta com duas edições, com mais de 500 soluções inscritas. 

Um exemplo dos resultados é o Poupinha, robô de atendimento virtual do Poupatempo que foi desenvolvido no âmbito do programa. O sistema atende, em média, 18 mil pessoas por dia e já trocou cerca de 100 milhões de mensagens com os cidadãos.

A partir do manual, a ideia é que agentes públicos de todo o país possam replicar a iniciativa de São Paulo, tendo à disposição documentos e ferramentas para executar um programa do tipo.

O guia explica todos os procedimentos necessários para criar um programa como o Pitch Gov SP. O material reúne, por exemplo, modelos de documentos, fluxo de ação, plano de trabalho, legislação pertinente, dicas para a seleção de startups, entre outros pontos.

"Um ecossistema maduro tem como base a colaboração e a visão de longo prazo de todos. Faz parte da cultura das startups compartilhar os aprendizados, mas ver essa atitude do governo é incrível. O governo de São Paulo foi pioneiro em acreditar no impacto transformador das startups na sociedade e novamente, mostra um exemplo a ser seguido", afirma Amure Pinho, presidente da ABStartups.

A partir de algumas regras, é possível replicar o programa e usar o nome e a marca "Pitch Gov".

Para isso, é preciso possuir um edital de chamamento público que defina, claramente, critérios de avaliação e seleção, assim como os prazos de realização do programa. Também é necessário estar em contato com a organização ou o líder do ecossistema empreendedor local e contar com um parceiro de execução que possa trazer conhecimento sobre o ecossistema empreendedor e auxiliar no desenho e execução do programa.

Júlia Merker