Adriana Tavares.

Adriana Tavares, ex-diretora de Digital e Product Innovation da Act Digital, acaba de assumir a área de Digital Business da Meta, focada em projetos ágeis e de transformação digital.

Tavares foi coordenadora e pesquisadora na área de Ciência de Dados no programa de pós-graduação da Unilasalle no Rio de Janeiro, e passou por cargos ligados à área de agilidade na MJV Inovation, Thomson Reuters e CI&T.

“A Adriana irá auxiliar no desenvolvimento e na pesquisa de novas tecnologias e plataformas para oferecer aos clientes o que há de melhor em soluções para a transformação digital”, afirma o diretor de Operações da Meta, James Rocha.

A Meta vem consolidando já algum tempo o uso de métodos ágeis de desenvolvimento de software dentro da empresa, sediada em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

Um dos clientes é a Havan, varejista para qual a Meta tem equipes trabalhando em desenvolvimento dentro da empresa, no modelo de "célula ágil".

No começo de 2019, a empresa se tornou uma parceria no país da Scaled Agile, companhia americana que é a criadora do Scaled Agile Framework.

Conhecido pela sigla SAFe, o framework é um dos conjuntos de padrões mais populares para implementação de práticas de lean e agile em nível empresarial. 

A Meta tem 1,2 mil funcionários e atua em clientes como  John Deere, Banco Original, TV Globo, Localiza, Sicredi e Sascar. 

No final de 2017, a Meta estabeleceu o objetivo de duplicar de tamanho nos três anos seguintes, um plano no qual investiu R$ 24 milhões em treinamento, novas operações e a criação de ofertas especiais.

Desde então, a empresa vem em alta, tendo crescido 25% em 2018 e 49% em 2019. Para o período entre 2021 e 2023 a ideia é duplicar de tamanho outra vez. 

A Meta não abre números, mas é fácil supor que, caso obtida, a nova duplicação colocaria a empresa entre as maiores do país na área de tecnologia.