Otávio Argenton, country manager da SoftwareONE no Brasil. Foto: divulgação.

Antes do anúncio da pandemia mundial, o mercado global de Comunicação Unificada como Serviço (UCaaS) já estava em uma escala ascendente de grandes proporções.

Segundo dados do Wise Guys Reports, o UCaaS  foi avaliado em mais de US$ 4 bilhões (em 2018)  e na época a perspectiva era de movimentar US$ 17 bilhões até 2024, com uma taxa composta anual de crescimento (CAGR) de quase 26% durante o período de previsão.

Não há dados ainda, mas certamente, esse é um mercado que, se alguém ainda não havia adotado, terá no momento uma chance de aderência astronômica.

Embora a sigla UCaaS seja difícil, estamos falando de soluções extremamente amigáveis e que fazem certamente parte da sua rotina diária do executivo.

Nos referimos a soluções de videoconferência, como o Zoom, Google Hangouts, Skype, Microsoft Teams e as soluções colaborativas de documentação ou tecnologias de mobilidade.  

No início do mês de março, em anúncio global, a Microsoft abriu a oferta do Teams para todos os usuários que desejarem por seis meses, gratuitamente.

A AWS está oferecendo o Amazon Chime Pro para reuniões online gratuitamente até 30 de junho de 2020. O Hangout já é disponibilizado para quem tem um gmail e o Skype é gratuito também. Todas essas são ferramentas, que inclui chats e permitem reuniões remotas para empresas. 

A UCaaS já existe há algum tempo, mas foi recentemente com a evolução tecnológica da internet e a capacidade de transmissão de banda ampliada que se popularizou.

Ficou tudo muito fácil para o usuário e muito prático. E, durante a globalização, os executivos passaram a adotar com mais intensidade o trabalho remoto. 

Inicialmente o motivo era o trânsito dos grandes centros, a onda “work from anywhere” e os coworkings também auxiliaram no processo. Agora o impulso de trabalho remoto está levando quem estava indeciso para uma tomada de decisão rápida.

Quem tinha dúvidas, vai experimentar e, depois da experiência, certamente terá outra forma de agir.

Com soluções baseadas em cloud, companhias são capazes de implementar instâncias de comunicações unificadas mais facilmente e de forma mais econômica.

O último relatório do quadrante mágico do Gartner Group para UCaaS constatou que 90% dos executivos de TI pretendem parar de investir em novas infraestruturas locais para UC até 2021, acompanhando a aceleração da adesão à nuvem. 

E mais, a expectativa é de que 72,3% dos funcionários passem a trabalhar remotamente até 2020. A IDC, antes da pandemia, previa que a população de trabalhadores móveis nos EUA ultrapassará 105 milhões de pessoas em 2020. Estamos curiosos para saber que cifras isso alcançará. 

Embora o montante de tecnologia flexível tenha vários benefícios a oferecer, essa variedade apresenta alguns desafios significativos, especialmente para a área de TI.

Existem muitos riscos associados à escolha e a um cenário tecnológico diversificado. Muitas soluções de colaboratividade não foram feitas para o mundo corporativo e carecem de quesitos de segurança mínimos necessários.

Quando se trabalha com diversos fornecedores e ferramentas o gerenciamento se torna muito mais difícil, do ponto de vista de segurança e privacidade. Isso tem tornado as soluções de colaboração unificada como serviços cada vez mais essenciais. 

Para empresas focadas em varejo, por exemplo, e que lidam com dados dos usuários, há um agravante quando o assunto é segurança. A nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), traz como ponto de atenção a multa para vazamentos de informações de pessoas na casa dos R$ 50 milhões. 

Por isso, num momento de pandemia, LGPD e a pluralização e adoção rápida de diferentes soluções, os executivos precisam cuidar para ter uma ferramenta que permita a centralização das comunicações, especialmente empresas que necessitem de sistemas auditáveis. 

É hora da TI olhar para a UC atenciosamente. Em 2020, as plataformas que unificam a colaboração e a comunicação devem ganhar ainda mais espaço no mundo, muito mais do que todas as pesquisas que já foram previstas. 

Para a TI, deixamos nossa dica. Escolha por uma única solução! A segurança e necessidade por governança e controle dentro de ambientes organizacionais, a partir do momento que as pessoas do time passam a ter que trabalhar de suas próprias casas será ainda maior!   

*Por Otávio Argenton, country manager da SoftwareONE no Brasil.