A Atos finalizou os testes dos componentes dos sistemas de TI dos Jogos Olímpicos. Foto: Fernando Soutello.

A Atos finalizou os testes de todos os componentes dos sistemas de TI dos Jogos Olímpicos, como comunicação, mídia, esportes e tecnologia de segurança. 

O Ensaio Técnico foi projetado para testar a atuação do sistema de TI durante as três datas de maior demanda dos Jogos, que provavelmente serão os dias 9, 10 e 12 de agosto.

Esse segundo Ensaio Técnico é a etapa final do cronograma de testes implementado pela Atos para apoiar os Jogos. 

O Ensaio representa a conclusão de mais de 200 mil horas de testes de TI, incluindo a verificação da tecnologia usada pelos 44 ensaios esportivos realizados entre agosto de 2014 e maio de 2016, além de checagem dos sistemas, como o Credenciamento e o Portal de Voluntários, que serão administrados via nuvem pela primeira vez nos Jogos Olímpicos.

Durante o processo de teste, a equipe e os sistemas de tecnologia da Atos enfrentaram quase 500 cenários operacionais pré-definidos, entre eles: inundação, desconexão da rede, quedas de energia, mudanças da agenda de competições e ataques contra a segurança em 22 arenas olímpicas.

“A Atos está liderando a transformação digital dos Jogos Olímpicos, que irá criar uma completa experiência global para centenas de milhares de fãs de esportes nas áreas olímpicas no Rio e também para bilhões de espectadores ao redor do mundo”, diz Patrick Adiba, vice-presidente Comercial e CEO de Grandes Eventos da Atos

O Ensaio avaliou a resposta da equipe e do sistema em relação a cada cenário, permitindo criar, testar e aprimorar respostas para praticamente qualquer situação durante os Jogos. 

“Simulando eventos reais, em locais reais e em condições muito próximas daquelas encontradas durante os Jogos, é possível preparar todos os principais envolvidos para garantir o sucesso nos Jogos Olímpicos”, finaliza Elly Resende, diretor de tecnologia da Rio 2016.

A Atos fornece soluções de TI para os Jogos Olímpicos desde 1992. A empresa alcançou receita anual de € 12 bilhões em 2015 e tem cerca de 100 mil funcionários em 72 países.