A iConecta espera disponibilizar o serviço de 4G para assinantes a partir de julho deste ano. Foto: Pexels.

A ZTE Corporation e a operadora iConecta, que atua na região sul de Minas Gerais e em algumas cidades do leste paulista, firmaram um acordo para realizar o primeiro projeto piloto utilizando frequências adquiridas no leilão de sobras da Anatel. 

Os testes são para a oferta de 4G LTE, serviço até então inédito no portfólio da iConecta, e têm sido feitos desde março, inicialmente com os funcionários da operadora. 

A ideia é disponibilizar o serviço para assinantes a partir de julho deste ano. 

A ZTE participou ativamente do projeto-piloto, fornecendo serviços de design de redes, medição do tráfego de usuários e da área de cobertura, além de equipamentos, capacitação de equipe e transferência de conhecimento das tecnologias utilizadas, para que a provedora possa operar todo o sistema de forma independente.

“Somos a primeira empresa que adquiriu licenças no leilão de sobras de frequências da Anatel a colocar um piloto em produção. Como o prazo final para o cumprimento das obrigações do leilão é dezembro, decidimos antecipar os esforços nos testes e, continuando com o sucesso demonstrado nesse período inicial, temos como meta ofertar o serviço aos nossos assinantes em até três meses”, comenta Juliano Rastelli, proprietário da iConecta.

A ZTE vem atuando junto ao mercado brasileiro de SMTOs (Small & Medium Telecommunications Operators), alinhada com a estratégia de negócios internacionais da empresa. Esse segmento já corresponde a 20% do faturamento global da ZTE. 

“Estamos direcionando nossa participação no mercado de SMTOs no Brasil para estarmos em conformidade com a estratégia global da ZTE. Sabendo que os provedores regionais correspondem a aproximadamente 30% do mercado de telecomunicações no país, a ZTE enxerga um grande potencial de crescimento nessa área”, diz Silvio Severin, gerente de contas da ZTE no Brasil.