Baguete
InícioNotícias> App faz prints turbinados

Tamanho da fonte:-A+A

PROVAS

App faz prints turbinados

Maurício Renner
// quarta, 06/06/2018 06:13

Uma startup de Maringá acaba de criar uma solução que permite a captura de telas de celulares e computadores, os famosos “prints”, de forma a fazer com que os mesmos sejam mais convincentes como prova em um processo judicial.

Alexandre Munhoz.

A ideia da iVeris, cuja tabela de preços começa em R$ 39, é oferecer uma alternativa mais barata e prática às atas notariais, que são hoje o instrumento legalmente reconhecido para estabelecer a veracidade de um print.

O valor da ata notarial varia de acordo com o estado. Em São Paulo, a mais cara do Brasil, a primeira página custa R$ 427,29 e cada página adicional R$ 215,75. 

O print da iVeris não tem o mesmo status legal de uma ata (a empresa não tem a prerrogativa legal de dar fé pública a documentos de um tabelião) mas a ideia é fazer com que isso não seja tão importante.

A solução da iVeris coleta metadados como como códigos fonte das páginas, registro de todos os arquivos e urls acessadas pelo browser, detalhes do domínio acessado e certifica o resultado com certificação ICP/Brasil.

“Com recursos de virtualização, toda a ação ocorre fora do computador do usuário, com alto nível de segurança e longe das possibilidades técnicas que usuário tem em seu computador comum ou de um terceiro”, explica Alexandre Munhoz, diretor da Paraleloz, uma agência de UX sediada em Maringá e criador da iVeris.

Maurício Renner