VAGAS

Catho migra para AWS

06/06/2022 11:49

Nova infraestrutura de TI para um novo modelo de negócios.

Catho teve uma mudança de rumos forte em 2021. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Catho, um dos maiores portais de anúncios de empregos do Brasil, acaba de migrar toda sua infraestrutura de TI para a nuvem da AWS.

Em nota, a AWS explica que a Catho já vinha usando a nuvem da empresa desde 2016, para novos projetos e como um ambiente de contingência, e agora decidiu migrar “100% das suas informações”.

A nova infraestrutura foi implementada para responder ao aumento da demanda gerada pela decisão do Catho de liberar o acesso das vagas para interessados sem cobrança, tomada no final do ano passado.

“Com a mudança do novo modelo de negócio, era esperado um aumento exponencial no uso da plataforma, nesse caso passou a ser fundamental ter uma infraestrutura com capacidade de se adaptar a esse novo perfil de carga sem que houvesse perda de desempenho e qualidade para os clientes”, afirma Eber Duarte, CTO da Catho. 

De acordo com Duarte, a nova infraestrutura suporta um volume de tráfego 10 vezes superior ao registrado antes da liberação. O projeto de migração envolveu 100 profissionais.

Com a decisão de liberar o site, o Catho mudou uma forma de atuação que já durava 20 anos, numa resposta ao aumento da divulgação de vagas em plataformas como o Linkedin.

Segundo divulgou o Estado de São Paulo na época, a empresa tinha até então 80% da sua receita originada do pagamento de pessoas buscando novas posições de trabalho, que pagavam até então R$ 60 por mês.

O novo modelo prevê a cobrança para aumentar a exposição e por serviços extra. A Catho também quer faturar do lado das empresas: hoje o site tem 30 mil anunciantes, totalizando 1,3 milhão de vagas.

A ideia é cobrar por funcionalidades adicionais para ajudar no recrutamento, fazendo uso de recursos de inteligência artificial, uma tarefa na qual as tecnologias da AWS certamente terão um papel.

Essa nova linha de atuação é algo na linha do que fazem startups bem sucedidas no nicho de RH (HRtechs, para os malandros) como a Gupy.

Desta maneira, a Catho quer mudar o resultado negativo que teve no ano fiscal de 2021, finalizado em junho deste ano. 

A Catho, que é controlada pelo grupo australiano Seek desde 2013, viu a sua receita cair 20%  para R$ 122,5 milhões no ano fiscal encerrado em junho de 2021,. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou negativo em R$ 4,7 milhões no mesmo período.

Veja também

ERP
DPSP migra SAP para a AWS

Grande grupo do setor de farmácias aposta em computação na nuvem.

INFRA
Banrisul aposta em novo data center

Investimento de R$ 83 milhões conta com dois mainframes da IBM.

CONTAS
Santander: 80% está na nuvem

Banco espanhol está migrando sua infra de TI para AWS e Azure.

VIDA REAL
Chutes enganam a IA do Gupy?

Post de profissional incendeia LinkedIn. Startup se posiciona rapidamente.

RH
Gupy compra Kenoby

Aquisição da principal concorrente vem logo após o aporte de R$ 500 milhões.

CARREIRA
Criador de app para BBB foi contratado pela Globo

Solução de reconhecimento facial caseira chamou atenção da emissora de TV.