Carregador pode ter matado jovem chinesa. Foto: flickr.com/photos/ivyfield/

Para combater carregadores piratas, a Apple iniciou uma campanha de troca para equipamentos oficiais.

Se o consumidor possuir um carregador não oficial, pode levar seu carregador em uma Apple Store para receber um novo no valor equivalente de US$ 10. As informações são do The Verge.

Previsto para ocorrer até 18 de outubro, essa iniciativa ocorre após uma jovem chinesa ter falecido devido a um choque elétrico de um carregador. Ma Ailun recebeu uma descarga ao atender seu iPhone 5 enquanto estava na tomada.

“Relatórios iniciais apontam que alguns carregadores piratas ou oferecidos por terceiros podem não ter sido desenvolvidos de forma correta a podem apresentar algum perigo a sua segurança”, aponta a empresa em nota.

Não é a primeira vez que o carregador do iPhone dá dor de cabeça para a Apple. O Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, usou um carregador falso para infectar um iPhone com um vírus.

Os pesquisadores Billy Lau, Yeongjin Jang e Chengyu Song disseram ter introduzido o malware no telefone da Apple em menos de um minuto. Após ultrapassar as defesas do iOS, podiam instalar qualquer vírus ou aplicativos no aparelho.