PESQUISA

Nissan e UFSC estudam baterias usadas

06/08/2018 10:41

A Nissan vai fornecer à UFSC, inicialmente, seis baterias de veículos Nissan LEAF.

A Nissan e a UFSC vão estudar soluções para as baterias usadas de veículos elétricos. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Nissan do Brasil e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) assinaram memorando de entendimento que tem como objetivo iniciar estudos para soluções futuras para as baterias usadas de veículos elétricos. 

Os convênios a serem firmados no futuro, a partir da assinatura do memorando, permitirão que a fabricante japonesa de automóveis e o grupo de pesquisa da UFSC testem as aplicações dessas baterias. 

Para tal, a Nissan vai fornecer à UFSC, inicialmente, seis baterias de veículos Nissan LEAF, que foram usados como táxis em São Paulo e no Rio de Janeiro como parte de um projeto especial da empresa entre 2012 e 2016.

"Em todo o mundo, a Nissan vem desenvolvendo parcerias com o objetivo de integrar o carro elétrico à sociedade e promover a mobilidade elétrica. Após a utilização nos veículos, as baterias ainda possuem uma grande capacidade de carga e abastecimento. No Brasil, o trabalho conjunto com os pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina será fundamental para que todo o potencial dessas baterias seja testado", diz Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil.

A partir da parceria, será realizado um estudo do potencial das baterias como sistemas de armazenagem de energia, o que a Nissan chama de Xstorage Buildings (ou Edifícios de Armazenagem) para a geração de energia de maneira independente da rede elétrica convencional. 

Considerando o consumo médio residencial no Brasil de 170kWh/mês – 5,66kWh/dia – a energia acumulada em uma bateria pode, por exemplo, manter uma casa funcionando por aproximadamente 3 dias.

A armazenagem de energia solar também será um dos temas de estudo. Uma das primeiras aplicações planejadas pelos pesquisadores acontecerá no próprio prédio do Laboratório Fotovoltaica UFSC. A energia elétrica gerada durante o dia por meio dos módulos fotovoltaicos instalados nas coberturas dos prédios deste laboratório ficará armazenada nas baterias do Nissan LEAF para ser utilizada durante a noite, quando a tarifa de luz é mais cara.

No ano passado, o grupo do laboratório desenvolveu um ônibus elétrico alimentado exclusivamente por energia solar usado diariamente para o transporte de pesquisadores e alunos.

Além de desenvolver estudos sobre eletrificação com entidades do país, a Nissan se prepara para lançar a nova geração do LEAF no mercado brasileiro. O carro elétrico chegará ao Brasil em 2019.

Veja também

CARREIRA
Pixeon tem novo VP de operações

A empresa contratou três novos profissionais em seu corpo diretivo.

EQUIPE
Service IT tem nova diretora comercial

Laisa Capssa passa a comandar a operação na filial do Rio de Janeiro.

INTERNACIONAL
Evento foca MBAs no exterior

O MBA Tour conta com 21 universidades, entre elas Babson College, Columbia e McGill University.

SAP
HCFMRP tem acordo com T-Systems

O hospital vai implementar o SAP S4/HANA e modernizar 47 aplicativos e sistemas hospitalares.

STARTUPS
Sevna entra em rede global de aceleradoras

Rede mundial com outros 103 aceleradoras. Sevna é a primeira no Brasil.

OPORTUNIDADE
PUC-RS expande equipe de TI

A busca por novos profissionais tem relação com a reconstrução dos sistemas acadêmicos da universidade.

ELÉTRICO
GreenAnt capta R$ 1,6 mi na EqSeed

A GreenAnt trabalha com desagregação de cargas elétricas.

INOVAÇÃO
Sicredi lança desafios para startups

Os desafios tem relação com triagem de currículos, gestão de gastos de viagens, digitalização de documentos, entre outros.

INTERNACIONAL
Empresa testa semana de quatro dias

A Perpetual Guardian reduziu a semana de trabalho de 40 para 32 horas sem modificar o pagamento.

CRISE
Doutores não arrumam emprego

O Brasil tem hoje 302.298 doutores, incluindo estrangeiros residentes no país.