Cláudio Marinho. Foto: divulgação

A Exceda, especializada em web security e performance, acaba de investir US$ 6 milhões na ampliação de suas operações nos Estados Unidos, onde está desde 2012 e agora reforçou estruturas de comercial, desenvolvimento de produtos e delivery em Nova York, Virginia, Flórida, Boston, Texas e Califórnia.

A meta é que o país passe a gerar 50% do faturamento geral da companhia em cinco anos.

Claudio Marinho, sócio-fundador responsável pelas operações nos EUA, explica que a companhia também investiu em contratações, como a de David Reisfeld como CTO.

Reisfeld tem MBA em Gestão de Sistemas de Informação pela Universidade de Boston e graduação em Administração de Empresas pela mesma instituição, com experiência formada em empresas como Akamai, Level3 e Limelight Networks.

Outra contratação recente é Chris Braden, como Chief Revenue Officer.

O executivo atuou por cerca de cinco anos na Akamai, provedoral de soluções para a Internet, representada exclusivamente pela Exceda no Brasil, tendo como último cargo o de vice-presidente de Alianças para as Américas.
Barden tem MBA em Economia Digital pela Universidade George Mason e é graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Virginia.

“Temos crescido a taxas significativas no Brasil. Após levarmos nossos serviços à América Latina, onde estamos replicando o modelo aprendido aqui, é hora de focar esforços nos Estados Unidos e gerar, a partir de nossas operações no país, produtos adicionais à nossa oferta atual”, comenta Marinho.  

Fundada em 2002, a Exceda tem atuação também na Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru, e atende mais de 150 clientes, ao todo.