Microsoft deu uma tacada importante. Foto: divulgação.

A ABB, gigante suíça de automação industrial, fechou um acordo com a Microsoft, para oferecer aos seus clientes a nuvem Azure e suas funcionalidades na área de Internet das Coisas e inteligência artificial.

O foco serão segmentos como robótica, portos, veículos elétricos e energias renováveis. 

O acordo é parte de uma tendência mais ampla no mercado, no qual companhias como a ABB entram com as “coisas” (70 milhões de aparelhos conectados e 70 mil sistemas de controle digitais) e players de tecnologia oferecem uma camada de integração e análise de dados.

“O próximo passo é desenvolver uma das maiores plataformas de nuvem industrial do mundo”, resume o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer.

Ainda em julho, a Hewlett Packard Enterprise e a GE Digital anunciam um acordo similar, também focado em IoT.

Agora a Microsoft deu uma tacada equivalente. A ABB é uma das maiores empresas de engenharia do mundo, com 135 mil empregados e receita de US$ 35,5 bilhões no ano passado.

A empresa está no país há 100 anos (o primeiro contrato foram os equipamentos elétricos do bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro) e tem 4 mil empregados no Brasil.

A linha de produtos e sistemas vai de contatores e disjuntores a sistemas digitais de controle e automação, painéis de distribuição e robótica industrial.

A IC Insights prevê que as implementações de IoT industrial alcançarão a marca de US$ 12,4 bilhões em 2015, praticamente o dobro do registrado em 2012, US$ 6,4 bilhões.