Distribuidora catarinense aposta na automação de vendas. Foto: divulgação.

A joinvilense Sardagna, distribuidora de produtos alimentícios na região sul do país investiu na adoção de ferramentas de automação comercial em seus processos de venda em campo.

Para isso, a empresa adotou o software Pedido de Vendas, da mineira Máxima Sistemas, empresa mineira especializada em aplicações para a gestão e o desenvolvimento de força de vendas em multiplataformas.

Com a nova solução, a atualização do cadastro dos clientes passou a ser disponibilizada automaticamente nos tablets dos vendedores da companhia. As informações são integradas com o ERP WinThor, da PC Sistemas, software de gestão usado pela distribuidora.

Cerca de 65 representantes passaram a utilizar a ferramenta diariamente e, até o final do ano, a expectativa é que todos os 270 tenham acesso à solução. No total, a companhia conta com cerca de 600 vendedores.

Segundo destaca a Sardagna, a novidade permite que os colaboradores determinem, de forma rápida e dinâmica, as próximas estratégias e os caminhos que deve seguir para consolidar um maior número de vendas.

"Nunca conseguimos disponibilizar tantas informações aos nossos representantes, como podemos fazer com o Pedido de Vendas. Hoje, temos acesso aos dados de todos os nossos clientes através da ferramenta", afirma Giovani Zanata, gerente de TI da Sardagna.

Com a mobilidade proporcionada pela nova solução, a Sardagna pretende impulsionar e melhor gerir as transações realizadas pelos representantes comerciais da empresa, que fatura cerca de R$ 1 milhão diariamente.

O primeiro passo foi testar a ferramenta utilizando as regras de negócios da empresa e, na sequência, capacitar os vendedores no uso de suas funcionalidades para, só então, replicar ao restante das equipes.

Pelo sistema, os vendedores têm acesso a informações de venda para controle de suas metas, disponibilizando nos tablets os números já trabalhados das vendas diárias, mensais e gerais.

"Dessa forma, além de ter em mãos os resultados do seu trabalho, o vendedor consegue ter uma postura pró-ativa para, no seu dia a dia, focar seus esforços e traçar as melhores estratégias para alcançar os objetivos comerciais", afirma a empresa em comunicado.

Além do Pedido de Vendas, a Sardagna também optou pela adoção de outra ferramenta, o Catálogo Eletrônico, que disponibiliza no tablets informações e imagens de três mil itens, com informações de estoque em tempo real.

A perspectiva é que, até o final do ano, a distribuidora adote a solução de geolocalização da Máxima Sistemas, com acompanhamento em tempo real dos vendedores em campo, identificando e localizando os representantes comerciais via GPS.

Todas essas apostas em inovações tecnológicas para os processos de vendas em campo são parte de um projeto ainda maior da Sardagna, que, para o próximo ano, tem como estratégia ampliar o seu atendimento no norte do Paraná e expandir as áreas contempladas no sul do Rio Grande do Sul.

O objetivo da companhia é consolidar a sua atuação em todo o Sul do País, estreitando, cada vez mais, as suas parcerias com os fornecedores e elevar a sua margem de negociação.

"A nossa meta é continuar levando ao mercado soluções que realmente facilitem o dia a dia das distribuidoras do Brasil, apoiando, acima de tudo, o crescimento das suas vendas”, finaliza Gustavo Ragonesi, gerente comercial da Máxima Sistemas.

Sediada em Belo Horizonte, a Máxima Sistemas é uma software house mineira que nasceu dentro do mercado atacado distribuidor, e conta com 450 clientes ativos e cerca de 10 mil usuários.