A Toyota investiu US$ 1 bilhão para abrir um centro de pesquisa. Foto: JuliusKielaitis/Shutterstock.

A Toyota investiu US$ 1 bilhão para abrir um centro de pesquisa focado em inteligência artificial e robótica, tecnologias necessárias para criar carros que podem superar os erros do condutor e evitar acidentes.

O Toyota Research Institute vai aprofundar o desenvolvimento de sistemas de segurança da fabricante de automóveis, segundo a Bloomberg.

 A empresa também irá focar os estudos em recursos para os facilitar a rotina de motoristas idosos em países com maior ritmo de envelhecimento, como Japão e Estados Unidos, os maiores mercados da Toyota.

O instituto de pesquisa vai iniciar as operações em janeiro. Um plano de investimento de cinco anos da montadora inclui a criação de um centro próximo a Universidade de Stanford e do MIT. Gill Pratt, diretor executivo do instituto e assessor técnico-executivo da Toyota, vai supervisionar cerca de 200 funcionários focados em P&D.

A Toyota disse que pretende introduzir no mercado carros com condução automatizada em rodovias em cerca de cinco anos.

O ano de 2020 também é o quando o Google prevê lançar seu modelo de carro autônomo pronto para vias públicas.

Este ano é especialmente relevante para a Toyota por causa dos Jogos Olímpicos de 2020, com sede em Tóquio, que atrairão os olhares do mundo para o país oriental. A abertura do centro de pesquisa é uma aposta da Toyota para ter vantagem na área em relação às outras montadoras japonesas.