Tablets em alta nas empresas brasileiras. Foto: divulgação.

Um estudo divulgado pela ebusiness Brasil, feito entre cerca de 230 executivos da área de TI, destaca que cerca de 40% das grandes companhias brasileiras já adotam os tablets como ferramenta de trabalho.

Conforme aponta a pesquisa, as áreas que mais utilizam o dispositivo são as indústrias, com 51%, e a área de serviços, com 33%. Logo em seguida vem o comércio, onde 16% das companhias já usam os tablets.

As marcas preferidas pelas empresas são Apple (77%), Samsung (38%), Dell e Motorola (10%), Microsoft e Sony (6%).

Segundo aponta o levantamento, a tecnologia deve crescer ainda mais no próximo ano, chegando a 45% entre as grandes corporações.

Ainda assim, cerca de 9% dos entrevistados afirmaram que não enxergam vantagens no dispositivo.

EMPRESAS

Entre os setores que mais usam o aparelho estão em primeiro lugar o comercial e TI, que ocupam juntos 55%, seguidos pelo Marketing, com 30%.

Para áreas que lidam com a comunicação e a interação clientes externos e internos, o instrumento é usado para contatos por e-mail (89%), apresentação e demonstração de produtos e serviços (49%), videoconferências (Skype), visualização dos indicadores estratégicos (48%), além de acesso à web e mídias sociais.

A tecnologia é usada por cerca de 6% dos funcionários das empresas, independente do cargo.

Entre os usuários, em média 81% são presidentes e diretores, 51% são gerentes e 21% estão em cargos operacionais.

RECLAMAÇÕES

Mesmo com o alto índice de adesão ao tablet, alguns empresários destacaram que o aparelho ainda é deficiente na realização de certas tarefas do trabalho.

69% das organizações apontam a dificuldade de digitar textos longos, 52% destacam dificuldades no uso de planilhas e 51% reclamam da rede 3G.