Igor Senra e Leo Mendes, funadores da Cora. Foto: Divulgação.

A Cora, empresa brasileira que oferece serviços financeiros para pequenos e médios negócios, fechou uma rodada de investimento de US$ 10 milhões. O aporte foi liderado pela Kaszek Ventures e acompanhado pela Ribbit Capital.

Os fundadores da Cora, Igor Senra e Leo Mendes, já trabalham juntos há mais de 15 anos. Em 2007, eles criaram a empresa de pagamentos online MOIP, que foi vendida para a Wirecard nove anos depois.

Atualmente, a Cora opera em modelo beta, somente para convidados, oferecendo uma solução de conta digital simplificada. No aplicativo da empresa, o boleto pode ser emitido sem custo.

O lançamento do produto para o público em geral deve ser feito no primeiro semestre de 2020 Hoje é possível entrar na lista de espera da empresa para ter acesso ao produto antecipadamente.

A Cora lançará posteriormente um portfólio de pagamentos, produtos relacionados a crédito e ferramentas de gerenciamento financeiro, que está em fase de desenvolvimento.

“Até agora, as grandes instituições financeiras construíram principalmente produtos focados em pessoas físicas ou grandes clientes corporativos e ignoraram totalmente as pequenas e médias empresas, que são os criadores de valor mais relevantes em nossas economias”, diz Mendes, que lidera as equipes de produtos e tecnologia da empresa.

Para Santiago Fossatti, sócio da Kaszek Ventures, o fundo tem analisado o espaço dado às PMEs no mercado brasileiro. 

“Estávamos vendo a dor que as empresas menores estavam passando, e agora estamos orgulhosos de fazer parceria com a experiente equipe da Cora e se juntar a eles em sua missão”, declara.

Em agosto, a Kaszek Ventures arrecadou US$ 600 milhões para dois novos fundos focados na América Latina. Com a nova captação, o capital total sob administração da organização chegou a aproximadamente US$ 1 bilhão.

Hoje, o ecossistema de startups na América Latina conta com diversas empresas investidas pela Kaszek, como Gympass, Konfio, Nubank e Loggi.