Governo quer todo mundo na TV digital. Foto: divulgação.

Para agilizar a transição para o padrão de TV digital, o governo planeja criar uma iniciativa para fornecer conversores digitais para a população de baixa renda.

O projeto do Ministério da Comunicação, que já recebeu o nome de "bolsa novela", terá como beneficiários as famílias que recebem o Bolsa Família, segundo destaca a Folha.

Ao fazer estes telespectadores adotarem o novo formato, o governo pretende resolver o problema que pode criar com a desocupação do sinal de TV na faixa dos 700 Mhz, que será usada para a rede 4G.

O plano do governo com o programa, segundo o jornal paulista, é abandonar a TV analógica de uma vez por todas, já que sem um televisor digital ou no mínimo um conversor de sinal digital, a população não conseguirá assistir aos canais abertos.

"Vamos acabar com a era do bombril na antena. A TV vai pegar melhor", afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Além da doação de conversores digitais, o plano é conceder subsídios e crédito para a compra de televisores digitais. Para famílias de renda mais baixa, a doação de equipamentos também é uma opção.

O ministério estuda atualmente o impacto financeiro desta proposta. Depois disso, resta a avaliação da presidente Dilma Rousseff.

Enquanto TVs com tecnologia digital custam a partir de cerca de R$ 300 (14 polegadas), os conversores saem, em média, por R$ 100 --R$ 25 são tributos federais e estaduais, dos quais os governo poderia se isentar, já que está comprando ele mesmo os produtos.

Todas esta facilidades devem valer a partir de 2015, depois de leiloada e implantada a faixa 700 MHz para as redes de internet móvel.

Agora resta saber como andará o sinal da TV digital, já que a cobertura ainda está a desejar. Embora todos os estados do país sejam cobertos pela tecnologia, poucas emissoras utilizam transmitem usando o sinal.

Por exemplo, no Rio Grande do Sul, somente 47 cidades contam o sinal da DTV, sendo que somente duas emissoras (RBS e Band) disponibilizam suas transmissões em formato digital.

LEILÃO VEM AÍ
O Ministério das Comunicações publicou no Diário Oficial desta quinta-feira, 07, uma portaria autorizando a Anatel a iniciar os procedimentos para liberar a faixa de 700 MHz para a telefonia de 4G.

Com a portaria, a Anatel tem a incumbência de promover a digitalização do sinal de televisão, cobrindo grandes, regiões, periferias e áreas remotas com banda larga móvel de quarta geração.

Além disso, segundo aponta o IDGNow, a agência deve avaliar a necessidade de liberar outra faixa de frequência para a televisão, caso seja necessário evitar interferências causadas pelo uso da internet móvel nos serviços de radiodifusão.

A faixa de 700 MHz é a mesma compatível com aparelhos conhecidos da Apple, como iPhone 5 e iPad 4, disponíveis no Brasil, e o iPad Mini, ainda sem previsão de chegar por aqui.