Baguete
InícioNotícias> SC no Top 5 de investimento em TI

Tamanho da fonte:-A+A

IDC

SC no Top 5 de investimento em TI

Gláucia Kirch
// quinta, 07/02/2013 12:00

Santa Catarina está entre os cinco estados do país que mais aumentaram os investimentos em TI em 2012, na comparação com 2011.

Itajaí, uma das sedes dos Distritos de Inovação, fomentadores de investimento na TI de SC. Foto: Flickr.com/pacgov

O dado é do estudo Brazil IT Opportunity Map, da IDC Brasil, que coloca Pernambuco na primeira posição do Top 5, seguido por Ceará, Bahia, Rio de Janeiro e os catarinenses.

Algumas das medidas que podem ter impulsionado o estado são movimentos como a aprovação da Lei Municipal de Inovação de Florianópolis, em 2012, com destinação de R$ 15 milhões para investimento no setor.

A lei criou o Fundo Municipal de Inovação e o Programa de Incentivo à Inovação, entre outros instrumentos de fomento, e reforçou um histórico de estímulos no estado.

Antes da aprovação da lei, só a capital catarinense já havia investido, em 2011, R$ 2,9 milhões numa rede própria de 174 quilômetros de fibra para conectar todos os órgãos municipais.

Além disso, organizações da indústria e setor corporativo também participaram da esteira de investimentos de Santa Catarina em TI.

O Senai, por exemplo, destinou R$ 230 milhões para investimentos em tecnologia e inovação no estado, sendo que R$ 130 milhões incluem Senai Nacional e financiamento do BNDES, e R$ 100 mil são próprios.

Além disso, em 2012 o Sapiens Parque, polo tecnológico catarinense, já somava mais de R$ 69 milhões em investimentos.

De acordo com a IDC, os três primeiros colocados no ranking Top 5 tiveram crescimento da ordem de 15%, enquanto o quarto, Rio de Janeiro, e o quinto, Santa Catarina, tiveram alta em torno de 14,7% nos investimentos em hardware, software e serviços.

O gerente de Pesquisa e Consultoria Enterprise da IDC, Anderson Figueiredo, destaca a liderança do Nordeste por iniciativas como o Complexo de Suape e o Porto Digital do Recife, que atraem empresas da área.

DISTRITOS DE INOVAÇÃO

Particularmente no que se refere a Santa Catarina, ganham destaque também iniciativas regionais como o Distrito de Inovação de Jaraguá do Sul, que foi anunciado em janeiro deste ano e se insere no Plano SC@2022, a cargo do Inova@SC.

“Estamos concretizando o programa que elevará Santa Catarina ao estado máximo de inovação. Além de Jaraguá do Sul, o projeto tem previsão de implantação em Joinville, Concórdia, São Bento do Sul, Criciúma, Florianópolis e Blumenau”, ressalta o diretor da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) do estado, Cau Harger.

O distrito faz parte da segunda fase do programa de fomento Inova@SC, que foi lançada em 2013 e também inclui na lista dos centros de inovação as cidades de Itajaí, Tubarão, Joaçaba, Lages e Chapecó.

A meta, de acordo com a secretaria, é que em 2013 nove Distritos de Inovação tenham suas obras físicas iniciadas e completadas até o primeiro trimestre de 2014.

Para isso, o Inova@SC viabilizou emenda da bancada parlamentar federal catarinense e do senador Luiz Henrique da Silveira, ex-governador do estado.

GENTE PARA FAZER
Com as investidas na expansão do setor de tecnologia e inovação, Santa Catarina também prevê o aumento da demanda por profissionais para trabalhar na área.

Conforme o Mapeamento de Recursos Humanos em TIC de SC, da Acate, a perspectiva é que até 2015, 11.771 vagas sejam abertas no estado.

Só em Florianópolis, as empresas de base tecnológica terão mais de 3,5 mil postos de trabalho em aberto ao longo de quatro anos.

Atualmente, 10.098 pessoas trabalham no setor em empresas de nove microrregiões do estado pesquisadas - Florianópolis, Joinville, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Tubarão, Rio do Sul, Jaraguá do Sul e Lages.

Até 2015, os perfis de profissionais mais demandados serão, conforme o estudo, analista desenvolvedor (1.047 novos postos de trabalho), analista de sistemas (1.030), programador Java (523), analista de implantações (399) e programador .Net (381).

Além das organizações de TIC, participaram da pesquisa 237 empresas que não atuam diretamente no setor de tecnologia, mas que possuem vagas para profissionais da área.

Nestas organizações, até 2015, estarão abertos 2.730 postos de trabalho.

Gláucia Civa Kirch
COMENTÁRIOS ANTERIORES
Joel Isaias da Costa

postado em: 21/11/2014 - 09:05

Acompanho sempre noticias de SC.. Estado que desejo muito morar e contribuir para seu crescimento. Ainda encontrar como ...