Esqueça o celular. Foto: flickr.com/photos/barkaway/

Tamanho da fonte: -A+A

Metade dos seis estádios que receberão a Copa das Confederações não terão cobertura de celular no local.

Segundo relata o site Mobile Time, as operadoras não conseguiram fechar as negociações com os responsáveis pelo Maracanã, no Rio de Janeiro, Mineirão, em Belo Horizonte e Fonte Nova, em Salvador para implementar a estrutura indoor de banda larga móvel.

Sem o investimento, esses estádios serão assistidos apenas pela cobertura das antenas externas, o que, como sabe qualquer um que já tentou usar um celular em um estádio lotado, significa nenhum sinal.

Segundo disse ao site especializado em mobilidade o diretor de tecnologia e planejamento da Telefônica/Vivo, Leonardo Capdeville, as negociações travaram por “exigências absurdas”, como patrocínios dos clubes de futebol ou custos abusivos de aluguel.

A matéria não esclarece que clubes teriam exigido patrocínio ou quais foram os alugueis pedidos.

 A Copa das Confederações começa em junho e, segundo o executivo, a Fifa fecha os estádios para obras um certo tempo antes dos início do campeonato, o que, de acordo com Capdeville, elimina a possibilidade de um acerto de última hora.

 As teles estão implantando – naqueles estádios onde as negociações foram concluídas em Brasília, Recife e Fortaleza – um sistema de antenas distribuído, que é compartilhado por Oi, Claro, Vivo, TIM e Nextel.