A IRBEM indica que São Paulo está menos interessante para os trabalhadores. Foto: Nagasima/Shutterstock.

A pesquisa IRBEM - Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município - de 2014 indica que a cidade de São Paulo está menos interessante para os trabalhadores. De acordo com o levantamento,os paulistanos dão ao setor “Trabalho” a nota é 5,8. Na pesquisa de 2013, o índice ficava em 6,1.

O estudo avalia a satisfação e o bem-estar dos moradores da cidade e foi encomendado pela Rede Nossa São Paulo e pela Fecomércio.

A queda de 0,3 neste segmento foi a segunda maior entre as áreas avaliadas. Ainda assim, “Trabalho” continua sendo uma das áreas com melhor avaliação da cidade, atrás apenas de Relações Humanas (com 6,1) e Religião e Espiritualidade (5,9).

O desempenho mais baixo aconteceu em todos os quesitos do estudo.

A categoria “renda” caiu 0,5, enquanto “condições de trabalho” teve baixa de 0,4 e “equilíbrio entre trabalho e vida pessoal” diminuiu 0,4.

Os quesitos de “oportunidades de formação profissional” e “perspectiva de crescimento na carreira” caíram 0,3 cada. 

Todas as categorias haviam registrado aumento na comparação entre 2012 e 2013.

Outros setores que registraram queda na avaliação do paulistano foram Relações com Animais (-0,4), Lazer (-0,3), Tecnologia (-0,2), Juventude (-0,2), Saúde (-0,2), Meio Ambiente (-0,2), Habitação (-0,2), Relações Humanas (-0,1), Consumo (-0,1) e Segurança (-0,1).