FORNECEDORES

Extreme Digital Solutions leva pregão de nuvem

07/04/2021 13:10

Companhia fez pacote com nuvens da AWS, Huawei e Google por R$ 65,94 milhões.

Brasília está construindo uma nova infraestrutura de TI.

Tamanho da fonte: -A+A

A Extreme Digital Solutions, uma empresa de médio porte com forte presença no setor público, foi a ganhadora do pregão da para escolher uma integradora de nuvem pública para o governo federal, com uma proposta de R$ 65,94 milhões.

A empresa fez uma proposta combinando as nuvens da AWS, Huawei e Google. O edital pedia um mínimo de duas nuvens, fornecidas por empresas com datacenter no Brasil, o que é o caso das três multinacionais.

O edital foi disputado, com 20 propostas diferentes. A segunda melhor proposta veio da Claro/Embratel, que é a atual integradora, atuando com nuvem da AWS. A dupla pediu R$ 71,44 milhões e está recorrendo do resultado.

Ao todo, são quatro recursos apresentados até agora vindos da Globalweb, AX4B e Telefônica, terceiro, quarto e quinto melhores lances no pregão, respectivamente: R$ 84,04 milhões; R$ 85,69 milhões e R$ 89,52 milhões.  

Os descontos oferecidos foram significativos, uma vez que a licitação chegou a ser estimada inicialmente em R$ 340 milhões.

A Extreme Digital Solutions já passou pela qualificação jurídica, fiscal, trabalhista e econômico-financeira.

E quem é a Extreme Digital Solutions, afinal?

Como muitas empresas que atuam principalmente com setor público, trata-se de uma companhia discreta, que não costuma fazer grandes divulgações ou investimentos em marketing.

A empresa tem 317 funcionários com perfis no Linkedin, sede em São Paulo e filiais em Brasília e Rio de Janeiro. A EDS tem o nível 3 no modelo de qualidade de software CMMI, um selo atingido por relativamente poucas empresas no país.

Fundada ainda em 2014, a empresa já lista como clientes no seu site 46 órgãos de governo em diferentes esferas, indo desde de os Correios até o governo do Maranhão, passando por estatais estaduais de processamento de dados como Proderj e Prodesp, a Câmara de Deputados e a Justiça Federal.

O CEO é Márcio Moreira, ex-diretor de vendas do Grupo TCI e gerente de TI entre 2005 e 2011 da Imprensa Oficial, órgão que imprime, entre outras coisas, o Diário Oficial.

Caso no final leve mesmo o contrato, a EDS pode faturar bem acima do que os lances do pregão, na medida em que mais compradores vão aderindo ao edital.

Organizada pelo Ministério do Planejamento ainda no governo Michel Temer, em 2018, a primeira licitação do tipo, vencida pela Embratel com a nuvem da AWS contratou um valor inicial de R$ 30 milhões para 10 órgãos.

Com 13 adesões posteriores, o valor chegou a R$ 55 milhões. 

Dessa vez, mais órgãos do governo embarcaram já no começo. O edital já saiu com 44 interessados.

O edital prevê uma contratação inicial do integrador por 24 meses, mas com possível ampliação para 60 meses. 

A ata de registro de preços, a partir da qual são feitas as adesões posteriores, vale por 12 meses.

Veja também

NUVEM
Memora compra Oraex

Empresa focada em atender governo agora tem também computação em nuvem para oferecer.

CHANCE
Serpro vai contratar 165 temporários

Maioria das vagas é para analistas de sistemas. Salário base é de R$ 7.620,37.

007
Assespro perde batalha contra o Serpro

Estatal federal recebe licença para não licitar do STF. Decisão vem na hora certa para o Serpro.

LGPD
ABES também quer lugar no CNPD

Assespro e Brasscom também estão no páreo. Pode ser que ninguém ganhe.

APOIO
Assespro tem frente para cadeira no CNPD

Entidade disputa com a Brasscom uma posição em conselho da agência reguladora da LGPD.

POSIÇÃO
T-Systems vira broker de nuvem

Gigante alemã de tecnologia anuncia acordos com AWS, Microsoft Azure, Google e VMware.

NUVEM
IBM agora tem cloud multi zona no Brasil

Novos data centers em Santana de Parnaíba e Alphaville se somam ao de Jundiaí.

DE VOLTA
Acaba a greve home office da Procergs

Com duração de 50 dias, foi a greve mais longa da história da estatal gaúcha.

ESPERTOS
Itaú demite 50 por pedir auxílio emergencial

Para o banco, fraude dos funcionários é um risco para a reputação da empresa.

POEIRA
Ivete Sangalo faz propaganda para Huawei

Ivete na TV, Michel Temer em Brasília. Chineses fazem ofensiva de imagem no Brasil.

PÚBLICO
Sicoob faz integração com portais gov.br

Instituição é a sexta a aderir ao login com credenciais bancárias, sendo a primeira cooperativa.

INOVAÇÃO
Banrisul procura startups em todo o Brasil

As inscrições para o programa de aceleração do banco estão abertas até o dia 13 de fevereiro.

PRESENÇA
Huawei reforça nuvem no Brasil

Com nova zona de disponibilidade, os chineses querem competir com AWS e Azure.