A pendrive ultra rápida da Intel. Foto: divulgação.

A Intel apresentou esta semana um novo modelo de pendrive capaz de armazenar até 128GB em dados, e com uma tecnologia avançada de transferência, maior do que os pendrives tradicionais.

Embora o dispositivo ainda seja um design de referência, a fabricante mostrou a tecnologia por trás dele na Computex 2013, em Taiwan, como destaca a Computerworld. O periférico usa a tecnologia Thunderbolt para atingir uma velocidade de até 10GB por segundo.

Só para fins de comparação, a mais recente tecnologia USB - a 3.0 - atinge no máximo a metade desta taxa de transferência de dados.

A pendrive, que tem aparência semelhante ao de uma chave, é plugada diretamente a uma porta Thunderbolt, e utiliza a largura de banda da porta. Internamente ele é baseado em uma unidade SSD da SanDisk.

Para o engenheiro da Inter Oren Huber, este é um dos primeiros pendrives demonstrados usando a tecnologia Thunderbolt, que atualmente é a forma mais rápida de transferir dados entre computadores e periféricos.

Segundo destaca o engenheiro, as fabricantes estão interessadas em desenvolver produtos baseados neste design.

Macs e alguns PCs já contam com portas Thunderbolt, mas ainda não existem muitos periféricos que utilizam este modelo - a maioria são monitores e discos externos - e eles ainda são caros, devido à complexidade de sua composição.

Mesmo assim, para Huber, o futuro é animador, e a velocidade pelas portas Thunderbolt deve aumentar mais. A Intel já anunciou o desenvolvimento do Thunderbolt 2, que dobra a velocidade do barramento para 20 Gbps.

Além disso, está em pesquisa a criação da tecnologia Thunderbolt para dispositivos móveis, como smartphones e tablets.