Microsoft quer avançar no meio empresarial. Foto: Pixabay

A Microsoft vai empacotar numa só suite os seus produtos de sistema de gestão, relacionamento com os clientes, e-mail e comunicação num só pacote, batizado de Dynamics 365 e oferecido na nuvem.

A plataforma incluirá também ferramentas de análise de dados e visualização como Power BI e o assistente pessoal virtual Cortana, ambos da empresa.

Os produtos estarão disponíveis a partir do segundo semestre e terão conexão com a versão em nuvem do pacote Office, o Office 365. 

Assim, por exemplo, um representante de vendas pode enviar por e-mail a cotação atualizada de preços e informações armazenados no Dynamics sem sair do Outlook. 

A Microsoft também está introduzindo o AppSource, uma loja de aplicativos para o setor empresarial que começa com 200 apps de parceiros.

Analistas apontaram que o ponto forte da nova oferta é combinar dados do Dynamics CRM com o dados do ERP Dinamycs AX dentro da oferta da companhia.

A nova abordagem é uma ameaça para a SalesForce, líder no espaço de CRM, cujo produto muitas vezes roda integrado com tecnologia da Microsoft. 

Recentemente, a Microsoft já passou a perna na SalesForce ao adquirir por US$ 26,2 bilhões, o Linkedin, que deve servir como uma fonte de dados adicional para o CRM da empresa.

O ponto forte do novo pacote da Microsoft é o Office 365, suíte de produtividade na nuvem da multinacional.

Uma pesquisa do Garner divulgada em março apontou que  8,5% das empresas de capital aberto usam o Office 365, enquanto 4,7% delas estão com o Google Apps.

No cenário geral, a participação dos dois ainda é pequena, já que os 87% restantes usam soluções de e-mail em nuvem híbrida, hospedada ou privada, gerenciadas por fornecedores menores. 

O último movimento da Microsoft foi precedido pela decisão de começar a rodar o AX na nuvem em março.

O produto de ERP da Microsoft é o ponto fraco do pacote, com uma base de clientes pouco expressiva. 

Na ocasião, o Brasil não foi incluído entre os países nos quais o AX seria oferecido na nuvem, apesar da multinacional ter um data center por aqui.

Em termos de clientes, algumas organizações conhecidas usuárias da AX são a varejista gaúcha Colombo, Brasil Kirin e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná.

A pesquisa sobre o mercado de TI feita pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV), uma das poucas fontes sobre participações de mercado em ERP no país, não chega a mencionar o produto da Microsoft em nenhuma das suas faixas.