O secretário Prodanov durante reunião com o prefeito de Taquara, Délcio Hugentobler. Foto: SCTI.

O secretário da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico(SCIT), Cleber Prodanov, deu um puxão de orelhas na Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) durante reunião com o prefeito da cidade, Délcio Hugentobler (PDT-RS), nesta quinta-feira, 02.

“É preciso um alinhamento com a universidade para construção de projetos direcionados ao desenvolvimento local, para diversificação da economia e geração de renda e emprego”, disse Prodanov, ao comentar o fato de que o Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Paranhana não participou do edital do Programa de Apoio de Polos Tecnológicos do RS.

De acordo com nota divulgada pela SCIT, a a Faccat é a unidade executora do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Paranhana, que une 10 municípios, incluindo cidades como Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, Taquara e Três Coroas.

O edital previa R$ 17 milhões, com verbas máximas de R$ 2,5 milhões por Polo.

A SCIT recebeu um total de 30 projetos, de nove instituições universitárias e de 14 diferentes Polos, vinculados aos seus respectivos Coredes, alcançando uma demanda de R$ 18,7 milhões, 10% a mais do que o disponibilizado.

São 25 polos no total, dois deles oficializados em maio desse ano, ligados à UPF (polo do Alto da Serra do Botucaraí) e à URI (polo do Vale do Jaguari). A SCIT não divulgou outras visitas a outros polos que não apresentaram propostas.

No caso do Vale do Paranhana, o diretor-geral da Faccat, Delmar Backes, acumula a gestão da instituição de ensino superior e do Corede local. 

Backes é tido como uma pessoa de bom trânsito político e chegou a ser convidado por Yeda Crusius (PSDB-RS) para assumir a secretaria de Ciência e Tecnologia em 2010, mas não aceitou.

A reportagem do Baguete Diário procurou a Faccat, mas a instituição não deu retorno dos contatos até o fechamento desta matéria.

Ao entregar um relatório ao prefeito e ao deputado estadual Luís Lauremann (PT-RS) Prodanov propôs a instalação de incubadoras tecnológicas e apoio às empresas da região.

É outra pontada na Faccat, uma vez que a instituição é a responsável por criar uma Incubadora de Base Tecnológica para a região, projeto iniciado em 2009 que de acordo com o site da Agenda Paranhana 2020 deveria estar entregue em março desde ano e não tem um novo prazo estabelecido.

A Agenda Paranhana é uma iniciativa nos moldes da Agenda 2020 em nível estadual, unindo prefeituras e associações locais sob a coordenação da CICS-VP (Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agropecuária do Vale do Paranhana) com o apoio da Agência de Desenvolvimento Pólo-RS.