Cooperativa de crédito vai de Oracle. Foto: divulgação.

O Sistema Cecred, cooperativa de crédito com atuação em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, reformulou a sua estrutura de banco de dados, migrando de Progress para banco de dados Oracle.

Segundo destaca a companhia, que tem 16 cooperativas singulares nos três estados, assim como uma cooperativa central em Blumenau, a instituição passou 20 anos utilizando infraestrutura de desenvolvimento e base de dados em Progress, a Cecred precisou reavaliar suas estratégias voltadas a banco de dados.

A mudança, realizada com a consultoria da blumenauense Teiko, foi feita com a implementação do Oracle Database Enterprise Edition 11g, assim como o Oracle Linux, Partitioning, RAC, Diagnostics Pack, Tuning Pack, Data Integrator e Business Intelligente Suite.

Além disso, a empresa adotou o Oracle Dataguard para backup e Database Gateway para SQL. Para completar, o Cecred também adquiriu o Enterprise Manager Cloud Control 12c para administração e monitoramento de ambientes virtualizados e em nuvem.

Segundo Edson Luiz Westphal, gerente de infraestrutura da Cecred, o plano com a migração foi garantir que o ambiente tecnológico estivesse em linha com a expansão da cooperativa, capaz de suportar toda a demanda dos clientes.

De acordo com o executivo, a base utilizada anteriormente não tinha a tecnologia necessária para escalar vários núcleos de processamento, o que elevava continuamente o tempo do processamento em decorrência do crescente volume de dados. Segundo ele, a migração ocorreu sem maiores problemas.

“A Progress tem uma solução de gateway para conectar as aplicações desenvolvidas de forma transparente no banco de dados Oracle, atendendo à uma das grandes premissas do projetos e fazendo com que as aplicações permanecessem em Progress mudando apenas o banco de dados”, relata o gerente.

Conforme Westphal, os resultados e benefícios foram encontrados logo após a migração do banco de dados. Além da evolução tecnológica e um melhor aproveitamento da infraestrutura de hardware por parte do banco de dados, os programas do sistema batch reescritos em PL/SQL apresentaram desempenhos acima do esperado, com processamento mensal de 4 horas a menos, junto aos outros softwares que diminuíram cerca de 01 hora em cada um deles.

"Outro benefício é o monitoramento que acontece no banco de dados através do Oracle Cloud Control, onde é possível identificar agressores de desempenho ainda no ambiente de desenvolvimento e tomar ações corretivas antes mesmo da liberação dos programas para produção", completou o gerente.

Formado no ano de 2002 pelas cooperativas Viacredi, Acredicoop (Creditêxtil) e Concredi. Atualmente a cooperativa soma mais de 400 mil associados.