A JHSF é responsável pela incorporação do Vitra, localizado no Itaim Bibi, em São Paulo. Foto: Divulgação.

A JHSF, incorporadora que atua no mercado imobiliário de alta renda, iniciou o uso do ERP da Totvs e da ferramenta de produtividade Fluig no início deste ano.

O objetivo da adoção foi integrar os resultados e consolidar as informações de cada uma das unidades de negócios em um único sistema. 

A companhia possui empreendimentos nacionais e internacionais e conta com unidades de negócios distribuídas em diversos segmentos: incorporações residenciais e comerciais, shoppings centers, hotéis e restaurantes, varejo e um aeroporto executivo internacional, em fase de construção em São Roque.

Implementado em sete meses, o projeto contou com processos estruturados e adaptados ao software sem customização realizada na ferramenta.

“Tínhamos uma boa equipe de key users para nos apoiar, o que nos ajudou a comunicar o que estava acontecendo e como cada um seria impactado. O mercado olha uma empresa organizada de outra forma e nos preparamos para isso”, explica Rogério Pires, CIO da JHSF.

A adoção do software permitiu o aperfeiçoamento da governança corporativa e facilitou o dia a dia dos colaboradores, eliminando o retrabalho das equipes e o controle paralelo através de planilhas.

De acordo com a empresa, o ERP permitiu melhorias no planejamento, controle de orçamentos e prazos, gestão de compras e no acompanhamento de todas as fases das obras. 

O sistema também faz a gestão do backoffice da empresa, desde os cadastros iniciais dos clientes e fornecedores, passando por faturamento, contas a pagar e a receber, compras de materiais, tesouraria até as áreas contábil, fiscal e de RH.

Enquanto isso, o Fluig foi adotado por unir ferramentas de produtividade e colaboração de forma integrada ao ERP. 

“Precisávamos de mobilidade, pois nossos negócios são diversificados e nem sempre estamos no escritório. Ter todos os processos na palma da mão ajudou muito, principalmente, na aprovação de projetos e do processo de compras”, afirma Pires.

Em 2015, a JHSF registrou receita de R$ 686 milhões, uma alta de 8% em relação ao ano anterior.

A empresa é responsável pela incorporação de shoppings como Cidade Jardim (São Paulo) e Bela Vista (Bahia). A JHSF também atuou em construções como o Cidade Jardim Corporate Center e o Vitra, localizado no Itaim Bibi, em São Paulo.

Com atuação sua atuação em capitais como São Paulo, Salvador e Manaus, a companhia tem capital aberto desde 2007, com ações negociadas no Novo Mercado da BM&FBovespa.