Helibras otimiza processos com Invoiceware. Foto: divulgação.

A Helibras, companhia integrante do Grupo Airbus e dedicada à fabricação de helicópteros, adequou seus sistemas para a emissão de notas fiscais eletrônicas (NF-e) e conhecimento eletrônico de transporte (CT-e), com soluções da Invoiceware.

A implementação, de valor não aberto, ficou por conta da KFBC IT Consulting, uma das empresas do Grupo, que ficou responsável pela implantação dos módulos e integração com o sistema de gestão SAP usado pela Helibras.

Assim, aos poucos foram implementados, na sequência, três projetos na Helibras: nota fiscal mercantil de entrada; Conhecimento de Transporte (CT-e) de entrada e a nota fiscal de serviços de entrada (NFS-e).

O processo iniciou em 2012, com a implantação da nota fiscal mercantil eletrônica (NF-e) de saída na companhia, mudança necessária devido à mudanças promovidas pela Receita Federal na legislação nacional.

No final de 2012, o Grupo Invoiceware iniciou a implantação na Helibras da automatização da NF-e de entrada, projeto que foi concluído em abril do ano seguinte, coincidindo com o go live da NF-e nacional de entrada.

"Com o início do funcionamento dessa ferramenta para NF-e de entrada, o tempo dispendido pelos funcionários no recebimento de mercadorias caiu 50%”,  relembra Eder Ramos, gerente Contábil da Helibras. Segundo o gestor, a empresa movimenta uma média de mil NF-e de entrada por mês.

Em agosto de 2013, começou a automatização do CT-e de entrada da empresa, solução que passou a registrar de forma eletrônica a prestação de serviços de transportes feita pela companhia. O go live foi em novembro do mesmo ano.

"Trata-se de um documento fiscal eletrônico que registra a prestação de serviços de transportes. “O CT-e trouxe um ganho qualitativo na utilização do tempo para Helibras. Mensalmente são lançados cerca de 700 CT-e”, afirma Ramos.

Por fim, de fevereiro a junho de 2014, a Invoiceware implementou a ferramenta para Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) de entrada, referente a contratação de serviços.

De acordo com Ramos, a implantação do projeto da NFS-e de entrada foi um pouco mais complicada, pois as informações estavam dispersas pela empresa como um todo.

"Não era raro ocorrer a contratação de um serviço, mas sem a devida prestação de contas daquele serviço internamente e no prazo adequado. A automatização está trazendo uma melhor gestão interna frente às empresas fornecedoras de serviços”, diz o executivo.  

Em atividade no Brasil desde 1978, a Helibras é a subsidiária no Brasil da Airbus Helicopters (antes Eurocopter), pertencente ao Airbus Group. A empresa tem participação em quase 50% da frota brasileira de helicópteros a turbina, com instalações em Atibaia (SP), Brasília, Itajubá (MG), Rio de Janeiro e São Paulo.

A empresa conta com 800 funcionários, produzindo e customizando diversos modelos de aeronaves que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Em 2013, a Helibras registrou faturamento de R$ 389 milhões.

Atualmente a Helibras é o quarto pilar de produção global da Airbus Helicopters, ao lado da França, Alemanha e Espanha. A Helibras tornou-se um dos pilares do grupo, após a emissão da certificação nível 1 dada à unidade da empresa em Itajubá, que tem capacidade para produção de 36 aeronaves leves e 8 aeronaves pesadas por ano.