Lenovo vai extinguir Motorola. Foto: Shutterstock.

A Lenovo anunciou nesta quinta-feira, 07, durante a Consumer Electronics Show (CES) 2016, uma mudança de planos em relação à marca Motorola, comprada pela companhia chinesa em 2014. Com a decisão, a marca Motorola deixará de existir, se tornando um selo dentro do portfólio de produtos da Lenovo.

A ideia da companhia asiática é de unificar dois diferentes negócios de mobilidade dentro de sua marca. Segundo reportou o Cnet, a companhia usará a marca Moto by Lenovo para seus produtos high-end, e a marca própria Vibe para aparelhos de entrada.

Além disso, a Motorola Mobility deverá permancecer dentro da estrutura corporativa da Lenovo, como uma divisão de desenvolvimento de produtos dentro da fabricante, segundo destacou o COO da Motorola, Rick Osterloh.

O logo da Motorola também permanecerá nos produtos, entretanto o nome que será adotado a partir dos próximos produtos será o Moto by Lenovo.

"Iremos gradualmente eliminar o uso do nome Motorola e focar apenas em Moto", afirmou Osterloh em coletiva durante a CES 2016.

Para analistas, o "fim" dado ao nome da Motorola é um marco para o mercado de telefones móveis, já que a Motorola é um dos nomes mais históricos nesta indústria, resposável por modelos como o Razr e o DynaTAC, um dos primeiros celulares da história.

A empresa passou por dificuldades financeiras no final dos 2000s e início dos 2010s, com a perda de mercado para outras empresas como Apple e Samsung. Em 2012, o Google comprou a fabricante para integrar sua investida no mercado mobile com o Android. Dois anos depois, a marca foi comprada pela Lenovo.

Para o CEO da Lenovo, Yang Yuanqing a mudança na marca Motorola não representa sua extinção, e sim uma forma de unificar a marca da fabricante chinesa usando diferentes linhas de produto, usando a Motorola como um destes selos.

"(A Motorola) é nosso tesouro. Planejamos não proteger a marca Motorola, mas torná-la mais forte", explicou Yang Yuanqing.

Para analistas, a mudança levanta questões sobre o portfólio da Motorola, um dos mais populares entre os usuários Android, e como a Lenovo pretende abordar essa migração. Vale lembrar que a Lenovo, por si só, ainda não é uma marca de grande relevância no segmento mobile.

Inclusive, no ano passado, a Lenovo chegou a extinguir sua marca Lenovo Mobile para concentrar esforços no uso da marca Motorola, muito mais reconhecida pelo mercado. Agora parece que o plano mudou.

Segundo dados do IDC, globalmente a Lenovo ocupa o quinto lugar no market share de smartphones, com 4,7% do mercado, atrás de empresas como Xiaomi, Huawei, Samsung e Apple. Entretanto, 36,2% desta fatia provém da marca Motorola.