Miguel Sarmento, diretor comercial da divisão de Utilities da Sonda IT. Foto: Divulgação.

Com mais de 30 de anos de experiência no setor de energia, Miguel Sarmento chega à Sonda IT para assumir a diretoria comercial da divisão de Utilities. 

O executivo ocupava a mesma posição na Axxiom, empresa de serviços de tecnologia para o setor elétrico, constituída pela Cemig e Light, onde permaneceu por oito anos.

Na Sonda, o objetivo de Sarmento é antecipar ao segmento de energia, saneamento e gás soluções e serviços que atendam às novas tendências. A primeira medida na sua gestão é reforçar o papel de provedora de ponta a ponta da Sonda em projetos de transformação digital nas concessionárias e distribuidoras atendidas ou não pela companhia. 

“Atualmente, há uma grande mudança do setor de saneamento focada em melhorar a gestão por meio da automação de processos com sistemas que geram menos perdas e maiores receitas, assim como no segmento de energia, em há uma atenção especial na adoção de analytics”, comenta o executivo.

Sarmento quer transpor o reconhecimento da Sonda no mercado de distribuição de energia, do qual detém 25% do market share, para outras verticais de utilities que estão aderindo a movimentos de inovação, como saneamento, distribuição de gás e iluminação pública.

“Hoje, somente na área de energia, atendemos mais de 16 milhões de unidades consumidoras, o que representa aproximadamente 40 milhões de habitantes, um saldo que também proporciona desenvolver produtos aderentes às necessidades não só no campo da energia elétrica, como em todo o universo de concessões e utilidades”, explica Sarmento.

Em 2014, por exemplo, a CEEE assinou com a Sonda IT um contrato para implementação do sistema de gestão da SAP na empresa aliado a um upgrade tecnológico geral. O processo para licitação do ERP começou ainda em abril de 2012. 

Um dos fatores responsáveis pela força da Sonda em utilities foi a aquisição, em 2010, da Elucid, especializada em TI para companhias de distribuição.

Fundada no Chile em 1974, a Sonda atua no Brasil desde 1989. A organização opera através de quatro divisões de negócios: serviços de TI, SAP, plataformas e aplicativos.

A empresa conta com 22 mil colaboradores em dez países da América Latina. Em 2015, a Sonda alcançou receita consolidada de US$ 1,25 bilhão, uma alta de 1,4% em relação ao mesmo período no ano anterior. Cerca de 60% da receita da empresa vem de fora da sede chilena, com destaque para o Brasil.