Fernando Zanatta, fundador da Netlolo. Foto: Divulgação.

Fernando Zanatta, que atuou 6 meses como COO do Buscapé, deixou a companhia para lançar o aplicativo Netlolo. Antes de ingressar no Buscapé, o executivo foi diretor de produto da Netshoes, onde trabalhou por 3 anos.

Com o Netlolo, a proposta é criar uma rede de especialistas em diversas áreas para responder a dúvidas de consumidores antes da compra.

Os usuários podem utilizar o app para fazer perguntas como “qual o melhor celular até R$ 1.000?”. A partir da questão, os especialistas cadastrados no site são notificados e entram em contato com o consumidor, que pode escolher entre conversar por chat ou telefone. 

A revista PEGN explica que, depois de ter sua questão respondida, o usuário faz uma avaliação da resposta. Caso o consumidor adquira o produto indicado, o especialista e o Netlolo recebem uma comissão pela venda. 

“Quando um especialista da Netlolo recomenda algum produto, ele fornece um link para o usuário. Caso ele use esse link e finalize a compra, o site identifica esse movimento e entra em contato com a loja, que paga comissões para o Netlolo e o especialista”, diz Zanatta.

Para aprovar os conselheiros, é realizado um processo seletivo, com entrevistas que determinam se ele tem um alto nível de conhecimento na categoria escolhida. 

“É fundamental que ele não tenha nenhuma ligação com marcas ou sites de e-commerce”, diz Zanatta.

As comissões podem variar de 2% a 12%, dependendo da categoria e do produto comercializado.

“O objetivo em 2017 é gerar R$ 7 milhões em venda por meio do site. Acho possível conseguir, desde que tenhamos recursos para investir em tecnologia”, determina o executivo.

Zanatta também espera abrir um escritório em São Francisco para lançar o aplicativo nos Estados Unidos.