Anderson Andreatta e Victor Serta.

A Produttivo, startup de Curitiba especializada em software para gestão de inspeções e serviços em campo, acaba de receber um aporte de R$ 1 milhão do Smart Money Ventures.

O Smart Money é o fundo de Fábio Póvoa, um dos criadores da Movile, dona do iFood e um dos mais recentes unicórnios brasileiros, e Cesar Bertini, um precursores em provedores de internet no Brasil e fundador da MC1 Technologies.

A meta é ousada: consolidar a startup curitibana como o principal player brasileiro em automação de equipes de campo e para alcançar a marca de mil clientes até 2020, cinco vezes mais do que a base atual.

“Executar de maneira eficaz e barata os processos de manutenções, auditorias, monitoramentos, vistorias, inspeções, laudos e ordens de serviço ainda é um desafio para a maioria delas”, aponta Victor Serta, cofundador e CEO do Produttivo, conta como percebeu a oportunidade neste nicho de mercado. 

De acordo com Serta, 95% das empresas prestadoras de serviços nunca tenha experimentado uma tecnologia para melhorar a gestão dos processos em campo.

Serta fundou a empresa em 2016 com Anderson Andreatta, chief revenue officer. Ambos foram sócios na Agivis, uma empresa de desenvolvimento de aplicações web e dispositivos móveis sediada em Curitiba.

“A área de field services tenha sido uma das primeiras a usar a tecnologia a seu favor. Mas grande parte das empresas, em especial as PMEs, ainda tem todos os seus registros, processos de manutenção e inspeção no papel ou em planilhas Excel”, agrega Póvoa.

Apesar de a solução ter como principal público alvo as PMEs, o Produttivo também se aplica a grandes companhias: Siemens, Nextel, Burger King e Algar Telecom são alguns dos clientes.