A Alvap, incubada da Univates, ficou com o primeiro lugar no prêmio Comung/BRDE. Foto: Tuane Eggers.

O Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram as empresas ganhadoras do Prêmio Comung/BRDE de Empreendedorismo em Empresas Incubadas. A Alvap, incubada da Univates, ficou com o primeiro lugar.

Em segundo lugar ficou a Cliever, incubada da PUCRS, enquanto a SBPA, da Unisinos, ficou com a terceira colocação.

Esta é a primeira edição do concurso que tem como objetivo incentivar, reconhecer e prestigiar ações de empreendedorismo.

O projeto vencedor da Alvap Engenharia, incubada da Univates, de Lajeado, recebe o valor de R$ 30 mil. 

A Alvap trabalha com processos de purificação e saneamento ambiental com base em ozônio. O ozônio é um gás altamente eficiente no combate às impurezas, mas sua utilização era muito limitada por se tratar de um gás instável. 

A empresa da Univates desenvolveu uma tecnologia que permite o manejo do ozônio na limpeza de frutas, purificação de água, entre outras utilizações na indústria e agricultura.

Em segundo lugar, a Cliever Indústria e Comércio de Produtos Tecnológicos, incubada da PUCRS, de Porto Alegre, recebe R$ 20 mil como prêmio. Trabalhando com impressoras 3D, a Cliever desenvolveu uma máquina que amplia a usabilidade 3D para pequenas e médias empresas. 

A tecnologia tradicional, com máquinas de grandes dimensões e alto custo, implica em imobilização de um grande capital em sua aquisição, sendo  acessível apenas a grandes corporações. A Cliever reconfigurou a tecnologia oferecendo uma impressora menor, acessível a empresas de menor poder aquisitivo.

A SBPA Simuladores de vôo e informática, da Unisinos, São Leopoldo, foi a terceira colocada no prêmio e recebe R$ 10 mil. 

Os simuladores de voo são reproduções de uma cabine de avião ou helicóptero em dimensões reais e com capacidade de reproduzir todas as situações de um voo real. 

Este mercado , dominado pela tecnologia norteamericana, ganha concorrência brasileira a partir da iniciativa da SBPA. A incubada, que tem seus produtos certificados pela ANAC, já vende simuladores, inclusive para formação e treinamento de pilotos de helicópteros, para o mercado nacional, e está dando os primeiros passos para entrar no mercado norteamericano.

Além das premiações em dinheiro, todas as empresas terão isenção total das tarifas de análise e fiscalização praticadas pelo BRDE na concessão de eventual financiamento, que será avaliada conforme apresentação de projeto passível de apoio financeiro pela empresa premiada, conforme análise de sua capacidade econômico-financeira e conforme normativos do Banco.