Phil Pead, CEO da Progress Software. Foto: Divulgação.

A Progress Software divulgou os resultados do seu primeiro trimestre fiscal, encerrado em 28 de fevereiro. A receita foi de US$ 81,4 milhões, uma alta de 5% em relação aos US$ 74,5 milhões do mesmo período ano passado.

O prejuízo líquido foi de US$ 1 milhão, comparado ao lucro líquido de US$ 11,1 milhões em igual trimestre fiscal de 2014.

As perdas com a operação atingiram US$ 11,2 milhões em comparação com o lucro operacional de US$14 milhões registrado no mesmo período fiscal de 2014.

"Com a aquisição da Telerik e da BravePoint, aliada ao investimento feito em P&D, somos capazes de oferecer abrangente portfolio de plataformas móveis e em nuvem", afirma Phil Pead, presidente e CEO da Progress Software.

Para o ano fiscal que termina em 30 de novembro de 2015, a empresa espera uma receita entre US$ 415 milhões e US$ 425 milhões. Anteriormente a empresa previa o valor entre US$ 425 milhões e US$ 435 milhões, mas revisou os dados devido à desvalorização cambial.