ÔNIBUS

Ouro e Prata faz layoff

08/04/2020 14:05

Medida afeta 65% da equipe, incluindo aí os 23 funcionários da área de TI da empresa.

Empresas de transporte rodoviário estão entre as mais afetadas pelo coronavírus. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ouro e Prata, empresa gaúcha que está entre as maiores do setor de transporte rodoviário do país, fez um layoff de 65% dos cerca e 1,1 mil funcionários da empresa. 

A medida afeta também a área de TI, na qual, segundo a reportagem do Baguete pode averiguar, cerca da metade dos 23 funcionários foram mandados para casa.

O layoff é uma suspensão temporária dos contratos de trabalho prevista na CLT quando faltam recursos para pagar salários ou atividade para ocupar a mão de obra da empresa. 

No período, que pode durar de cinco a dois meses, os funcionários recebem uma parte do salário.

“Esta ação faz parte de uma série de esforços que a empresa está fazendo para manter os empregos neste momento incomum que estamos vivendo”, aponta a Ouro e Prata em nota enviada ao Baguete.

Na nota, a Ouro e Prata frisa que o layoff é “consequência dos decretos governamentais, a TI também teve que se adequar a essa realidade pela baixa demanda”. 

As medidas que a Ouro e Prata se refere são os decretos proibindo viagens interestaduais editadas por diversos estados, incluindo o Rio Grande do Sul, onde a companhia tem a sede. 

Antes mesmo dos decretos, que no caso gaúcho foram publicados no dia 19 de março, o medo do coronavírus já havia derrubado o número de clientes em torno de 40%, segundo disse à Zero Hora o diretor de operações da Ouro e Prata, Carlos Bernaud.

Na nota, a Ouro e Prata aproveitou para valorizar os esforços recentes da área de TI, que antes de entrar em layoff executou em quatro dias a ida de 90% da área administrativa para um regime de home office.

“Neste processo, a TI teve papel fundamental, pois em pouco tempo adaptou a forma de trabalho da empresa para a uma realidade mundial, criando novos processos e reinventando a forma de trabalhar”, afirma a Ouro e Prata.

Veja também

COVID-19
CEO do Twitter doa US$ 1 bilhão contra a pandemia

Valor, cerca de 28% do patrimônio pessoal de Jack Dorsey, financiará fundo criado pelo executivo.

GOVERNO
SAP Labs tem projeto de coinovação com RS

Iniciativa prevê realização de workshops baseados em design thinking no centro da multinacional.

CORTES
Rock Content demite 20% da equipe

Empresa estava em alta, foi impactada pelo coronavírus e cortou cerca de 90 funcionários.

COVID-19
Organizações catarinenses propõem testes em massa

Estratégia da FIESC, CERTI, Neoprospecta e BiomeHub é testar grupos de 10 pessoas com cada kit.

CORONAVOUCHER
Caixa cria poupança digital para desbancarizados

Conta será utilizada para pagar os R$ 600 do Governo Federal e contempla quem não tem CPF.

CENÁRIOS
Home office deve aumentar depois do coronavírus

CFOs pesquisados pelo Gartner querem que funcionários sigam trabalhando em casa.

DADOS
LGPD: fica para 2021, mas em duas partes

Lei entra em vigor em janeiro, mas punições só começam em agosto de 2021.

INDÚSTRIA
Tramontina anuncia retomada da produção

Parada desde 23 de março, empresa deve ligar as máquinas novamente no dia 13 de abril.

DEMISSÕES
MaxMilhas corta 42% da equipe

Startup sentiu o impacto do coronavírus nas companhias aéreas: 167 foram demitidos.

CRISE
Gympass demite cerca de um terço

Cortes afetaram a área de TI no Brasil, que conta com cerca de 200 funcionários.

MOVIMENTAÇÃO
Google divulga impacto da covid-19 segundo o Maps

No Brasil, saídas para recreação caíram em 71%, enquanto a ida a locais de trabalho caiu 34%.